Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Em um ano, Avianca dobra taxa para despacho de bagagem de R$ 30 para R$ 60

Todos a Bordo

26/09/2018 18h48

Valor para transporte de uma mala de até 23 kg subiu para R$ 60 (Divulgação)

A Avianca fez nesta semana um novo aumento da taxa para despacho de bagagem em voos nacionais. Desde que a empresa iniciou a cobrança, em setembro do ano passado, a taxa para o transporte de uma mala de até 23 kg já dobrou de valor. No início, o valor da taxa era de R$ 30. Em maio, subiu para R$ 40. Nesta semana, o valor passou para R$ 60.

A taxa é cobrada dos passageiros que adquirem um bilhete na tarifa mais baixa da empresa, chamada de "Promo", que não inclui o despacho de bagagem. A taxa de R$ 60 é válida para pagamento até seis horas antes do voo. Depois desse prazo ou no aeroporto, o valor sobe para R$ 100 (em setembro do ano passado essa taxa era de R$ 60 e subiu para R$ 80 em maio).

Leia também:

– Ganho de aérea com extra, como mala despachada, sobe 6% e chega a US$ 47 bi
– Nova aérea de baixo custo no país cobra R$ 134 por comida e R$ 188 por mala
– Fretar jato executivo no Brasil pode custar mais de R$ 200 mil; veja preços

Segundo a empresa, o aumento é necessário por conta da elevação dos custos operacionais, causados pela oscilação do dólar e alta do preço do petróleo.

"Recentemente, as operações da Avianca Brasil, assim como as das demais aéreas, têm sido impactadas pela oscilação do dólar e, consequentemente, pelo preço do combustível de aviação (QAV). Este último sofreu uma alta histórica de 30%, entre abril e setembro deste ano, a maior desde 2002. Por isso, o reajuste de 50% na tarifa de bagagens para compras antecipadas e 25% para aquisições com menos de seis horas de antecedência do voo em relação à última correção feita pela empresa em maio deste ano", afirma a companhia, em nota.

Com a nova taxa, a Avianca e a Azul são as empresas que cobram os valores mais altos para a compra antecipada do transporte de uma mala de até 23 kg. Já para o pagamento diretamente no aeroporto, o valor mais alto é cobrado pela Latam (R$ 110).

Veja quanto cada companhia aérea cobra pelo despacho de bagagem no Brasil:

Avianca

1ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 60
– Pagamento com menos de seis horas antes do voo: R$ 100

2ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 100
– Pagamento com menos de seis horas antes do voo: R$ 140

A partir da 3ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 130
– Pagamento com menos de seis horas antes do voo: R$ 160

Azul

1ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 60
– Pagamento no aeroporto: R$ 80

2ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 100
– Pagamento no aeroporto: R$ 120

A partir da 3ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 130
– Pagamento no aeroporto: R$ 150

Latam

1ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 49
– Pagamento com menos de três horas antes do voo: R$ 110

2ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 99
– Pagamento com menos de três horas antes do voo: R$ 140

A partir da 3ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 139
– Pagamento com menos de três horas antes do voo: R$ 220

Gol

1ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 50
– Pagamento no aeroporto: R$ 100

2ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 70
– Pagamento no aeroporto: R$ 140

A partir da 3ª mala de até 23 kg:

– Pagamento antecipado: R$ 80
– Pagamento no aeroporto: R$ 160

Leia também:

– Conheça as rotas aéreas com mais atrasos e cancelamentos no Brasil
– Emirates avalia comprar Etihad e formar maior companhia aérea do mundo
– Por que aéreas da Ásia e Oriente Médio dominam lista de melhores do mundo?


 

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.