PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Nova aérea de baixo custo no país cobra R$ 134 por comida e R$ 188 por mala

Todos a Bordo

30/08/2018 04h00

Norwegian terá voos entre o Brasil e o Reino Unido (Divulgação)

A companhia aérea de baixo custo Norwegian pretende fazer voos econômicos entre o Brasil e o Reino Unido. Em outros mercados onde opera, como a Argentina, a empresa tem voos que chegam a custar até 40% a menos do que suas principais concorrentes.

Os preços mais baixos também têm um custo para os passageiros. Nas tarifas mais baratas de voos para o exterior, a empresa cobra comida e despacho de bagagem (em voos internacionais que incluem o Brasil, a maioria das empresas não cobra malas, só nos nacionais).

A comida é cobrada mesmo em voos de longo alcance com até 13 horas de duração, tempo da viagem entre Buenos Aires (Argentina) e Londres (Reino Unido).

Leia também:

Aérea europeia de baixo custo quer voos dentro do Brasil, diz ministro
Maior aérea de baixo custo da Europa passa a cobrar até pela bagagem de mão
Secretário de aviação diz que cobrança de mala atrai aérea de baixo custo

Passageiros que compram uma passagem na tarifa Low Fare, a mais baixa da empresa, precisam pagar 35 libras (R$ 188) para o transporte de uma mala de até 20 kg em cada trecho. Se o passageiro precisar transportar duas malas de até 20 kg, o valor total sobe para 90 libras (R$ 483). Para ter direito à alimentação servida pelos comissários de bordo, é necessário pagar mais 25 libras (R$ 134), também em cada trecho.

Se o passageiro quiser escolher o assento com antecedência, há mais uma taxa de 25 libras (R$ 134) por voo. Na classe econômica, o espaço para as pernas oferecido nos Boeing 787 da empresa é de 78 cm. É o mesmo espaço disponível nos Boeing 777 da British Airways, que faz a mesma rota da Norwegian para a Argentina, por exemplo.

No momento da reserva, a Norwegian oferece também a possibilidade de compra do embarque prioritário no avião por 5 libras (R$ 27) e seguro de reembolso da passagem em caso de doença emergencial do passageiro ou de parentes de primeiro grau por 9 libras (R$ 48).

Todas as taxas, com exceção do seguro, são cobradas para cada trecho da viagem. Em voos de ida e volta, as taxas extras representam 189 libras a mais (R$ 1.018). Com isso, uma passagem de ida e volta entre Buenos Aires e Londres (os voos para o Brasil ainda não estão à venda) pode subir de 674,60 libras (R$ 3.636) na tarifa Low Fare sem incluir nenhum serviço para 863,60 libras (R$ 4.654) na mesma tarifa, mas com todos os serviços inclusos.

Tarifa mais alta pode ficar mais barata

Para o passageiro, pode ser mais interessante comprar o bilhete na tarifa Low Fare +.

O bilhete é 100 libras (R$ 539) mais caro do que a tarifa básica Low Fare. A passagem de ida e volta entre Buenos Aires e Londres sai por 793,60 libras (R$ 4.278), mas já inclui bagagem, comida e escolha do lugar sem custos adicionais. Seria necessário pagar apenas mais 19 libras (R$ 102) caso queira incluir também o embarque prioritário e o seguro de reembolso em caso de doença emergencial.

A Norwegian não tem classe executiva em seus aviões. A opção mais confortável oferecida pela empresa é a Premium Cabin. Nessa classe, o espaço para as pernas sobe para 140 cm (62 cm a mais do que na classe econômica), direito a transporte de duas malas de 20 kg, reserva antecipada de assento, embarque prioritário, refeições a bordo e acesso à sala VIP.

A passagem da Premium Cabin para as mesmas datas pesquisadas em voo de ida e volta entre Buenos Aires e Londres custa 1.318,20 libras (R$ 7.106).

Empresa defende taxas adicionais

O diretor de comunicação e assuntos públicos da Norwegian na Argentina, Matias Maciel, defendeu as cobranças como "uma forma moderna de oferecer ao passageiro apenas os serviços de que ele realmente necessita durante a viagem".

Maciel se mostrou preocupado, por exemplo, com a possibilidade de o Brasil proibir cobranças como o transporte de bagagem ou a marcação antecipada de assento, mas não quis comentar se isso pode afetar os planos de a empresa entrar no mercado brasileiro. "Na hora de ingressar em novo mercado, é essencial essa liberdade", afirmou.

Leia também:

O dia em que o piloto deixou o filho brincar na cabine e derrubou um avião
Jato mais barato do mundo pode ser financiado em 60x; veja valor da parcela
As TVs individuais dos aviões podem estar com os dias contados?

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.