Todos A Bordo

Arquivo : Air France

Aeroporto de Paris tem mordomia para adulto e criança da classe econômica
Comentários Comente

Todos a Bordo

Lounge pode ser utilizado, sem custos, por todos os passageiros (Foto: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

Cerca de 30% dos passageiros que chegam ao aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, estão apenas de passagem pela capital francesa. Para alguns, não há tempo nem mesmo para fazer compras nas diversas lojas do free shop. Já outros têm de esperar longas horas antes do próximo voo.

Entre um voo e outro, nada melhor do que tomar um banho, comer uma refeição e dormir um pouco. Essas mordomias são, normalmente, associadas aos passageiros que viajam na primeira classe ou na executiva. No aeroporto Charles de Gaulle, tudo isso pode ser aproveitado por qualquer passageiro.

Em seu principal centro de conexões, que acaba de completar 20 anos, a Air France tem investido para proporcionar uma nova experiência, especialmente aos passageiros com uma longa conexão internacional no principal aeroporto da capital francesa.

Air France tem mil voos por dia em Paris (Foto: Divulgação)

“Além de aeroporto, somos um hotel no qual ninguém dorme. Por isso, consideramos importante transformar a experiência de nossos usuários”, afirma Augustin de Romanet, CEO do grupo ADP, que administra o aeroporto Charles de Gaulle.

As principais melhorias do aeroporto estão presentes no terminal 2, no qual a Air France e as empresas da aliança Sky Team (KLM, Alitalia, Air Europa, Delta, entre outras) operam seus voos. As grandes mordomias ficam na ala 2E, de onde saem e chegam os voos internacionais de longa duração, como os do Brasil.

A área conta com um espaço kids para crianças que viajam desacompanhadas (já incluso na taxa extra cobrada de menores que viajam sozinhos), um enorme e sofisticado lounge com acesso gratuito para todos os passageiros e até mesmo um hotel de curta duração, pago à parte. Tudo isso fica dentro da área internacional do aeroporto, sem que os passageiros precisem passar por novos controles de segurança.

Lounge tem 4.500 m² à disposição dos passageiros (Foto: Divulgação)

Lounge com biblioteca, mesas e descanso

Uma das áreas mais novas do aeroporto Charles de Gaulle é o lounge Instant Paris. Com 4.500 m², o espaço é aberto gratuitamente a todos os passageiros em conexão. Durante visita da reportagem do Todos a Bordo na última semana, a área ainda estava bastante vazia, o que pode ser um sinal de que muitos passageiros ainda não sabem que podem utilizar o espaço.

O Instant Paris não lembra em nada as áreas comuns tradicionais dos aeroportos. O lounge, fruto de um investimento de 17 milhões de euros, foi decorado bem ao estilo parisiense e lembra um grande lobby de hotel chique.

O espaço conta com lanchonete, sala de refeições, biblioteca, mesa de trabalho, espaço para crianças e uma sala com camas para descanso dos passageiros. O local fica no hall L do terminal 2E.

YotelAir tem preço a partir de € 75 para período de quatro horas (Foto: Divulgação)

Hotel dentro do aeroporto

Quem tem uma longa conexão em Paris e quer ter um descanso mais profundo, dentro do Instant Paris há até mesmo um hotel, YotelAir. São 84 quartos que podem ser reservados por um período mínimo de quatro horas a partir de 75 euros, mais 10 euros por hora adicional. O hotel foi inaugurado em novembro do ano passado e conta atualmente com 75% de ocupação.

Os quartos são pequenas cabines de 8 m² a 10 m², com cama de casal, banheiro completo, televisão e serviço de quarto. É possível regular a cor da iluminação em diversos tons de azul, amarelo e vermelho. Na recepção, os funcionários controlam o horário dos hóspedes para que eles não percam o voo. Há também a opção de cabine familiar, com uma cama de casal e um beliche. O período de quatro horas, nesse caso, sai a partir de 95 euros.

Se a conexão não for tão longa assim, o passageiro pode apenas tomar um banho antes do próximo voo. O YotelAir tem à disposição banheiros com ducha, que podem ser reservados pelo período de até 45 minutos ao preço de 15 euros. A ducha pode ser utilizada somente por uma pessoa.

Crianças desacompanhadas tem espaço exclusivo (Foto: Vinícius Casagrande/UOL)

Espaço kids

As crianças que viajam desacompanhadas contam com um espaço exclusivo enquanto aguardam o próximo voo. O espaço é destinado aos menores entre 5 e 18 anos que tenham uma conexão de pelo menos duas horas no aeroporto Charles de Gaulle. São seis salas que recebem cerca de 25 mil crianças por ano.

O espaço kids é uma área monitorada por seguranças e câmeras de vídeo. O local é dividido em quartos de descanso, sala de TV e leitura, sala de jogos, além de uma área de refeição. As crianças têm à disposição diversos videogames (PlayStation e PS Vita), além de uma mesa de pebolim. Próximo à hora do voo, um monitor acompanha a criança até o portão de embarque.

No momento da compra da passagem, os pais precisam informar que a criança viaja desacompanhada. A Air France cobra uma taxa de até 100 euros por trecho em voos internacionais, independentemente se a criança irá utilizar ou não o espaço kids.

Sala vip destinada aos passageiros da primeira classe e business (Foto: Vinícius Casagrande/UOL)

Salas VIP

Os passageiros que viajam na primeira classe ou na executiva ainda podem aproveitar as diversas salas VIP espalhadas pelos terminais do aeroporto Charles de Gaulle. A sala mais moderna da Air France fica no hall M do terminal 2E.

Com comidas e bebidas grátis, o espaço é bastante amplo e dividido em diversas áreas. Há amplos sofás, mesas de escritório e espreguiçadeiras. Para relaxar antes do voo, o passageiro tem à disposição um spa da marca francesa Clarins, com tratamentos pagos à parte.

O jornalista viajou a Paris a convite da Air France

Leia também:

Air France quer lançar empresa de baixo custo e aumentar voos no Brasil

Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo

Congonhas é o aeroporto com mais conexões de voos da A. Latina, diz ranking


Air France quer lançar empresa de baixo custo e aumentar voos no Brasil
Comentários Comente

Todos a Bordo

Air France deve criar novo companhia para concorrer com empresas do Golfo (Foto: Divulgação)

Air France deve criar nova companhia para concorrer com empresas do Golfo (Foto: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

Preocupada com o avanço constante das grandes companhias aéreas do Golfo, como Emirates, Etihad e Qatar, a Air France prepara uma ofensiva para estancar a perda de mercado em rotas consideradas essenciais. A empresa francesa pretende lançar até o próximo ano uma nova companhia aérea de baixo custo operacional, mas mantendo a qualidade do serviço nos padrões da Air France.

As empresas do Golfo têm causado dor de cabeça às grandes companhias aéreas de todo mundo, que alegam que os subsídios dos governos e os baixos preços do combustível nos países árabes prejudicam a concorrência.

“Esse é um projeto para manter a nossa competitividade, especialmente em relação a algumas companhias do Golfo. Temos de encontrar maneiras de ser mais competitivos”, afirmou o CEO do grupo Air France-KLM, Jean-Marc Janaillac, durante as comemorações pelos 20 anos do centro de conexões da Air France no aeroporto Charles de Gualle, em Paris.

Segundo a empresa, a nova companhia aérea deverá servir como um laboratório para diversos serviços, tecnologias e até mesmo de gerenciamento operacional. É com a nova política interna que a Air France espera reduzir seus custos para proporcionar ofertas melhores aos passageiros e recuperar mercado em rotas hoje deficitárias ou mesmo que já foram extintas pela companhia.

Apesar de o foco ser a redução dos custos operacionais, o CEO do grupo Air France-KLM afirma que o padrão do serviço ao cliente será mantido. “A ideia é proporcionar o mesmo tipo de experiência que a Air France já tem. Então, não é uma empresa com serviço de baixo custo. Será uma empresa de carreira, com as mesmas características da Air France, mas com inovações e custos mais baixos, permitindo que a gente possa competir melhor”, diz.

Chamado extraoficialmente de Boost, o projeto da nova companhia aérea vem sendo trabalhado desde o ano passado. Neste momento, o grupo negocia com os sindicatos dos pilotos como será criada a estrutura de trabalho na nova empresa. A ideia é utilizar os tripulantes que já trabalham nas empresas do grupo – Air France, KLM, Transavia e Hop.

De acordo com o CEO do grupo, somente após todos os acordos serem fechados é que outras questões serão definidas, como os aviões e rotas servidas pela nova companhia. A ideia inicial é que a empresa opere inicialmente com cerca de dez aviões. “Mas ainda não decidimos em quais cidades vamos operar. Para a criação da empresa, precisamos primeiro fechar o acordo com a união dos pilotos”, afirma Jean-Marc Janaillac. 

Aumento de voos para o Brasil

Enquanto trabalha na criação de uma nova companhia para o grupo, o CEO da Air France-KLM deu sinais de que a poderá aumentar ainda neste ano os voos da empresa para o Brasil. Com a crise econômica e política no país, a Air France cancelou o voo que fazia entre Paris e Brasília e reduziu frequências em São Paulo e no Rio de Janeiro.

“Vemos sinais de aumento do tráfego e estamos confiantes de que os brasileiros voltarão à Europa. Nossa intenção é aumentar os voos se essa tendência realmente se confirmar”, afirmou Janaillac.

Embora não faça nenhum anúncio oficial, o mais provável é que os primeiros passos sejam de retomada de dois voos diários entre Paris e São Paulo e aumento dos voos para o Rio de Janeiro. A rota entre Paris e Brasília, no entanto, não deve voltar a ser operada ainda neste ano.

O jornalista viajou a Paris a convite da Air France.

Leia também:

Apenas 13 empresas têm o maior avião do mundo em sua frota; veja quais são

Cigarro a bordo, visita a piloto, caviar no lanche: lembre voos do passado

Quer dar a volta ao mundo? Escolher a passagem certa corta gastos em 50%


Luxo em aviões inclui cama de casal, banco de couro e banheiro privativo
Comentários Comente

Todos a Bordo

Algumas companhias aéreas têm investido em tantos itens de alto luxo para um grupo seleto de clientes que criaram espaços a bordo capazes de superar o que se chamaria de primeira classe.

Além de dar nomes diferentes para esses locais privilegiados dentro do avião, as empresas oferecem serviços especiais.

O site Oyster, especializado em avaliações de hotel, listou algumas das maiores extravagâncias encontradas a bordo. Saiba mais sobre elas:

Etihad Residence

Na The Residence, como a companhia aérea dos Emirados Árabes chama sua classe exclusiva.

As suítes de luxo para duas pessoas no A380 têm espaço com três ambientes: sala de estar, dormitório e banheiro privativo com chuveiro. O preço também vai às alturas: em maio deste ano, o jornal britânico Daily Mail divulgou que a passagem de Nova York a Mumbai estava custando US$ 38 mil (quase R$ 121 mil) cada trecho.

Na sala, o sofá é revestido em couro e fones de ouvido antirruído podem ser usados para assistir à televisão tela plana de 32 polegadas. No quarto, a cama de casal tem 2,08 metros de comprimento e há outra TV de tela plana, com 27 polegadas. É possível tomar café da manhã na cama.

Há roupões de banho, espelho de aumento para maquiagem e secador à disposição no banheiro.

Se o passageiro precisar de mais alguma coisa, pode recorrer ao mordomo que trabalha a bordo. A equipe de apoio também oferece serviço de concierge que pode, por exemplo, reservar um motorista ou cuidar do check-in.

Singapore Airlines Suites

A companhia aérea oferece cinco tipos diferentes de cabines, sendo a principal chamada de Suítes. São 12 cabines individuais, disponíveis somente no Airbus A380-800.

Os espaços têm portas deslizantes e cortinas, além de uma cama separada da poltrona – que tem estofamento de couro e quase 90 centímetros de largura. Quem viajar junto com o parceiro em cabines lado a lado pode transformá-las em um quarto duplo.

Uma mesa com altura ajustável pode ser usada para trabalho ou para refeições. A cabine tem detalhes em couro e madeira e foi criada pelo designer francês Jean-Jacques Coste, conhecido pelos projetos de iates de luxo.

Shower Spa da Emirates

A Emirates também colocou chuveiros a bordo de seus aviões A380. Os espaços, chamados de Shower Spa, podem ser usados por até meia hora por cada um dos 14 passageiros que ocupam as suítes privativas.

Eles têm à disposição produtos de banho da grife italiana Bvlgari. E ainda podem aproveitar o bar instalado no andar superior da aeronave.

Conheça os detalhes do avião da Emirates que voou para São Paulo no ano passado.

Lufthansa: vinhos especiais

Na Lufthansa, o luxo vem em garrafas. E taças. A carta de vinhos – que muda mensalmente – tem uma seleção cuidadosa, composta sob a consultoria do alemão Markus Del Monego, que já conquistou o título de melhor sommelier do mundo.

Os passageiros podem escolher entre quatro rótulos de tinto e quatro de branco de algumas das mais conhecidas regiões produtoras de vinho. A companhia aérea afirma que são selecionados somente vinhos muito especiais, considerados pelo sommelier “fora do comum”.

Uma curiosidade: em 2010, a Lufthansa serviu aos passageiros da classe executiva um Cabernet-d’Anjou produzido em uma propriedade do ator francês Gérard Depardieu na região do Vale do Loire.

Air France: culinária estrelada

Prato com lagosta criado pelo chef Daniel Boulud para a Air France (Foto: Divulgação)

Prato com lagosta criado pelo chef Daniel Boulud para a Air France (Foto: Divulgação)

O Oyster destaca a culinária como uma extravagância nos voos da Air France.

A aérea aposta em nomes estrelados, como o de Daniel Boulud, que comanda um restaurante duas estrelas Michelin em Nova York. Suas criações estarão disponíveis até março do ano que vem nos voos da classe Première saindo de NY, Los Angeles ou Washington com destino a Paris.

Sob a batuta do chef, são servidas combinações inusitadas. Entre as opções há robalo em folhas de videira, farro (um tipo de cereal), za’atar (mistura de especiarias) e uvas; lagosta, molho curry de coco, arroz negro e acelga chinesa. Ou ainda bife apimentado, cranberry, abóbora e creme de espinafre.

Ele também assina alguns pratos servidos na classe Executiva.

Leia também:
Empresa de cruzeiros transforma Boeing 777 em avião de luxo
Feira em SP tem jato de R$ 188 milhões que voa até Moscou sem parar
Jato para 19 pessoas tem interior inspirado em vagões de trem de luxo


Maior avião de passageiros do mundo pousa no Rio para buscar atletas
Comentários Comente

Todos a Bordo

A380 que pousou na noite de segunda no Galeão (Luis Alberto Neves/Divulgação)

A380 que pousou na noite de segunda no Galeão – Foto: Luis Alberto Neves/Divulgação

POR RICARDO GALLO

O Airbus A380, maior avião de passageiros do mundo, pousou às 20h05 de segunda-feira (22) no Galeão, no primeiro voo comercial com destino ao aeroporto internacional do Rio de Janeiro. O avião da Air France tem capacidade para até 544 passageiros, em dois andares.

Ao chegar, foi saudado com jatos d’água, tradicional recepção quando um avião estreia em voos comerciais em um aeroporto. Clique abaixo para ver como foi o pouso, em vídeo divulgado pelo Galeão em sua página no Facebook:

A aeronave trouxe passageiros de Paris e voltou, à 0h58 desta terça (23), levando atletas que representaram a França na Olimpíada Rio-2016, integrantes do comitê olímpico francês e turistas que vieram assistir aos jogos.

Serão, por enquanto, os dois únicos voos com o A380, programados por causa da Rio-2016. Nos demais dias, a rota Paris-Galeão-Paris será feita com Boeings 777, assim como o percurso entre a capital francesa e o aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Não há previsão, por ora, de a Air France, tal qual outras companhias aéreas internacionais, adotar o A380 nas rotas para o Brasil. O avião é concentrado nos voos para a Ásia.

Gigante já esteve em São Paulo

Os aeroportos do Galeão e de Guarulhos são dois dos 230 terminais no mundo que podem receber o gigante. O A380 esteve em Guarulhos em novembro do ano passado, em um voo comemorativo da Emirates.

A380 da Emirates esteve em São Paulo em 2015; veja como foi

A380 da Emirates esteve em São Paulo em 2015; veja como foi

Veja Álbum de fotos

Leia também: 



Tour virtual permite conhecer novo interior de aviões
Comentários Comente

Todos a Bordo

Interior Boeing 777-300 (Divulgação)

Interior Boeing 777-300 (Divulgação)

Passageiros da Air France agora podem conhecer o interior dos aviões em que vão viajar antes mesmo do embarque. A companhia aérea disponibilizou uma ferramenta de tour virtual que permite ‘passear’ pelos corredores do Boeing 777 e do Airbus A319. O tour por dentro do B777-300, com tecnologia Google Street View, pode ser conferido aqui, e também no site da companhia aérea.

No caso do Boeing 777, os novos assentos das categorias executiva e econômica premium estão disponíveis desde julho nos voos AF456 entre Paris-Charles de Gaulle e São Paulo, e AF459 entre a capital paulista e a capital francesa.

A classe executiva é chamada de ‘casulo’ pela aérea. Cada lugar pode se tornar um espaço de escritório, uma mesa para refeições ou uma cama com quase 2 metros de comprimento. Todos os assentos têm acesso direto ao corredor. Há ainda tomada e entrada USB individuais, iluminação ajustável e fone de ouvido com redução de ruídos.

Tour virtual Boeing Air France (Divulgação)

Tour virtual Boeing Air France (Divulgação)

As diferenças entre as econômicas

A classe econômica Premium tem assento com 40% a mais de espaço em comparação com a econômica comum, e as poltronas deslizam para a frente dentro de uma estrutura fixa, sem invadir o espaço de outro passageiro. O descanso para pernas é ajustável, assim como a lâmpada de leitura. A tela de entretenimento tem 12 polegadas e alta definição. O tour virtual também permite conhecer a econômica do avião da Boeing, que tem configuração 3-4-3.

A ferramenta que mostra o interior do A319 usado para voos de média duração dentro da Europa traz informações sobre a classe executiva e também sobre a econômica comum, com a configuração de fileiras 3-3-3, bem menos atrativa nas imagens, obviamente. Se a navegação virtual não empolga tanto em comparação com o que se vê nas áreas VIP, há lembretes sobre serviços como o aplicativo com publicações internacionais que podem ser lidas no tablet ou smartphone. Veja mais aqui.

Tour virtual Airbus (Divulgação)

Tour virtual Airbus (Divulgação)

Première

A maior novidade da Air France, contudo, chegará ao Brasil apenas em meados de novembro. A primeira classe, ou ‘La Première’, conta com quatro suítes privativas com assentos que se transformam em uma cama com mais de 2 metros de comprimento e 77 centímetros de largura. Na parte de entretenimento, uma tela de 24 polegadas com filmes em alta-definição.

Segundo o site da empresa, as suítes estão atualmente disponíveis em alguns voos operados com o B777-300 que partem e têm destino a Paris-Charles de Gaulle, Cingapura, Dubai, Jacarta e Nova York. No Brasil, uma versão da primeira classe sem as suítes já pode ser encontrada no voo AF454 entre Paris-Charles de Gaulle e São Paulo e no voo AF457 entre São Paulo e Paris.

Suítes da primeira classe Première Air France (Divulgação)

Suítes da primeira classe Première Air France (Divulgação)


Estilistas como Dior e Balenciaga criaram uniformes de aeromoças; veja
Comentários Comente

Todos a Bordo

Crédito: Reinaldo Canato

Modelito rosinha claro, de Cristóbal Balenciaga, adotado pela companhia em 1969. (Foto: Reinaldo Canato)

Os figurinos usados pelas comissárias de bordo da Air France sempre foram muito comentados no mundo da moda. Isso porque diversos modelos adotados pela companhia ao longo do século 20 são assinados por estilistas famosos e grifes de luxo (confira o álbum abaixo). Parte desse acervo foi exibido nesta semana em São Paulo, na Casa Fasano, em um evento restrito a jornalistas.

Na oportunidade, também foram mostradas as novas poltronas de primeira classe e executiva da Air France e da KLM, que hoje pertencem ao mesmo grupo. As novas cabines já haviam sido antecipadas pelo Todos a Bordo.

Crédito: Reinaldo Canato

Uniforme clássico azul claro, de Cristian Dior, utilizado pela companhia em 1963. (Foto: Reinaldo Canato)

Entre os uniformes apresentados, havia um conjunto azul claro concebido pelo estilista francês Cristian Dior, que, no mesmo ano, também criou para a companhia uma versão mais conservadora, azul-marinho. Outro colaborador importante da Air France foi o espanhol Cristóbal Balenciaga, com um memorável modelo rosa clarinho, tom raro na aviação, lançado em 1969. No mesmo ano, contudo, o estilista concebeu para a companhia um segundo modelo mais sóbrio, azul-marinho, tal como o de Dior.

Também chama a atenção o vestido listrado, de tecido solto, criado pelo francês Jean Patou, em 1976, e o conjunto estampado em padrão vermelho e branco, produzido pela grife Carven, em 1978. Outra modelo histórico exibido foi o tailleur da marca Georgette Renal, de 1946, que vestiu as primeiras mulheres a assumir a função na companhia.

Leandro Quintanilha – leandroq@gmail.com


Conheça uma cabine de avião com quarto individual, entre outras mordomias
Comentários Comente

Todos a Bordo

O Grupo Air France-KLM divulgou as novas áreas de classe executiva e primeira classe de seus Boeings 777-200 e 777-300, na Air France, e 747-400, na KLM, durante WTM Latin America, um dos mais importantes eventos do setor de turismo do mundo. A exposição ocorreu, entre os dias 22 e 24 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo. Se você perdeu o evento, confira aqui os novos interiores:

Crédito: Divulgação

A TV em HD tem 24 polegadas e foi inspirada no iPad. São mil horas de programação. (Foto: Divulgação)

 La Première, da Air France

São quatro quartos individuais por cabine, com 3 metros quadrados cada. Eles podem ser fechados por uma cortina, para garantir privacidade nos voos de longa distância. A poltrona se reclina em 180 graus e vira uma cama com dois metros de extensão. Os braços do assento são de couro (assim como o encosto para a cabeça) e retráteis.

Para regular a iluminação, basta acionar o botão que fecha as persianas. O passageiro pode optar por luz ambiente, de leitura ou de abajur (na cabeceira). Há também uma TV HD de 24 polegadas, com tela sensível ao toque – “inspirada no iPad”, de acordo com a companhia. O acervo soma mil horas de filmes, séries, jogos e músicas.

Quando o passageiro decide dormir, os comissários colocam um colchão em seu assento, com travesseiro e edredom da marca Sofitel My Bed. Também há uma mesa e uma banqueta, para o caso de o passageiro receber uma visita durante o voo. Como brinde, os passageiros da primeira classe ainda ganham uma necessaire com cosméticos Givenchy, que inclui um creme “anticansaço” para os olhos.

No Brasil, os quartos estarão disponíveis para voos entre São Paulo e Paris a partir de outubro.

Crédito: Divulgação

As estações contam com uma mesa extra, lateral, e um compartimento para objetos. Foto: Divulgação

Business Class, da Air France

Na classe executiva, não há quartos, mas estações – o espaço é aberto, ainda que individualizado. A poltrona também se reclina em 180 graus, para virar uma cama com 1,96 metro de comprimento. Em qualquer lugar na aeronave, todos os assentos da categoria dão acesso direto ao corredor

Uma mesa ajustável, de 48 por 42 centímetros, garante 25% de espaço a mais que as mesinhas de poltronas convencionais. Além dela, há uma segunda mesa, lateral. Pertences como livros, revistas e tablets podem ser guardados em um bolso, que permanece acessível mesmo com a poltrona reclinada. Há ainda um compartimento para acomodar os fones de ouvido, um espelho e outros objetos pessoais.
A TV HD tem 16 polegadas e também funciona como um tablet. A cada mês, a companhia atualiza cerca de 100 horas de programação, em 12 idiomas.

A nova classe executiva já está disponível em voos da Air France entre São Paulo e Paris. Os trechos Brasília-Paris e Rio de Janeiro-Paris terão a classe remodelada no primeiro semestre de 2016.

Crédito: Divulgação

Por enquanto, a nova executiva só está disponível no Brasil entre o Rio e Amsterdã. (Foto: Divulgação)

World Business Class, da KLM

O número de assentos foi reduzido de 42 para 35 na classe executiva. Assinado pela designer holandesa Hella Jongerius, o projeto teve como objetivo transformar a ambientação anterior, inspirada no mundo dos negócios, em uma versão mais acolhedora, com tons mais quentes e escuros nos tecidos e revestimentos. Foram incluídas cinco novas cores: berinjela, castanho-escuro, azul-escuro, azul-cobalto e cinza escuro.

As poltronas também são completamente reclináveis, com compartimentos de armazenamento de objetos pessoais abaixo das telas de televisão. No Brasil, a classe executiva remodelada estará disponível em voos entre o Rio de Janeiro e Amsterdã a partir de agosto. Entre São Paulo e Amsterdã, só em 2016.

Leandro Quintanilha – leandroq@gmail.com


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>