Todos A Bordo

Arquivo : Incidentes

Incidentes causados por passageiro de avião diminuem, mas ficam mais graves
Comentários Comente

Todos a Bordo

Houve queda de 9,37% no número de incidentes causados por passageiros (Foto: Getty Images)

O número de incidentes causados por passageiros de avião caiu 9,37% no ano passado, segundo um relatório da Iata, a associação internacional de companhias aéreas, divulgado neste mês. Em 2016, passageiros causaram problemas em 9.837 voos em todo o mundo, contra 10.854 casos registrados no ano anterior.

Isso representa um incidente a cada 1.424 voos. Em 2015, esse índice era de um caso para cada 1.205 voos. Desde que os dados começaram a ser analisados, em 2007, foram registrados 58.921 incidentes causados por passageiros durante as viagens aéreas.

Incidentes são situações que fogem dos padrões durante o voo, mas que não necessariamente chegam a causar um acidente de fato.

Leia mais:
Por que as pessoas ficam bêbadas mais rapidamente quando estão num avião?
Passou mal a bordo de um avião? Procure um comissário de bordo com urgência
Veja 5 dicas para deixar seu voo mais confortável, até na classe econômica

Casos mais graves aumentam

Apesar da queda no número total de casos reportados para a Iata, a associação das companhias aéreas se mostra preocupada com o aumento de casos mais graves.

A grande maioria das ocorrências ainda é de situações mais leves, como agressões verbais, desrespeito às instruções da tripulação ou recusa de seguir alguns procedimentos de segurança. Esses casos representam 87% das ocorrências.

Os incidentes de nível 2 tiveram um aumento de 11% em 2015 para 12% no último ano. São problemas causados por agressões físicas, atos obscenos, ameaças de violência ou danos aos equipamentos de emergência e segurança. “São situações difíceis de gerenciar dentro de um avião”, afirma o relatório da Iata.

Apesar de representar apenas 1% dos casos, os incidentes mais graves foram os que tiveram o maior aumento proporcional, com crescimento de 49,5%. Enquanto 2015 registrou 113 situações de perigo real, no ano passado foram 169 incidentes graves causados pelos passageiros. São casos que podem colocar a vida de outros passageiros em risco ou tentativas de abrir a porta da cabine dos pilotos.

Álcool é a principal causa de problemas

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas e outras drogas é o principal responsável pelos incidentes causados por passageiros de avião, com 33,4% das ocorrências.

“O problema está relacionado ao consumo antes do embarque na aeronave ou álcool comprado nos aeroportos para ser consumido a bordo sem a conhecimento da tripulação. O nível de intoxicação pode não ser aparente no tempo de embarque”, afirma o relatório da Iata.

Entre os problemas de passageiros que se recusaram a seguir os procedimentos de segurança, mais da metade está relacionada a pessoas que tentaram fumar a bordo. Outros casos são de passageiros que se recusaram a desligar os aparelhos eletrônicos ou a afivelar o cinto de segurança.

Leia mais:

Jato da Embraer é o único a pousar na ilha de Napoleão com vento de 90 km/h

Quer economizar na passagem aérea? Aprenda a usar programas de fidelidade

Tempo de voo pode ter diferença de 2h na ida e na volta. Sabe por quê?


Banheiros a bordo quebram, e avião faz pouso para passageiros se aliviarem
Comentários Comente

Todos a Bordo

banheiro-aviao-1432236265375_615x300

O piloto de um voo que ia de Nova York a Paris decidiu fazer um pouso não programado depois que os banheiros do avião deixaram de funcionar.

A parada forçada foi feita em Shannon, na Irlanda, para que os passageiros pudessem usar os banheiros do aeroporto.

Havia 172 passageiros a bordo do Boeing 767 operado pela OpenSkies, uma subsidiária da British Airways.  O pouso aconteceu quando faltava cerca de 1h30 para chegar ao destino.

Engenheiros consertaram os banheiros do avião durante a escala não prevista, que durou cerca de duas horas, segundo a imprensa britânica. O incidente ocorreu na semana passada.

Outros casos

No início do ano passado, um avião da British Airways que ia de Londres para Dubai teve de voltar para o aeroporto de origem porque o mau cheiro a bordo era insuportável.

O piloto informou que retornaria a Heathrow por questões de saúde e segurança e os passageiros só puderam embarcar novamente no dia seguinte.

Em 2014, um avião da Virgin Australia que ia de Los Angeles a Sydney foi obrigado a retornar ao aeroporto de origem por causa do forte cheiro a bordo.

Passageiros disseram que era possível ver os dejetos saindo do lavabo. A companhia aérea negou as alegações e disse que o problema foi um vazamento na pia dos banheiros.

Leia também:
Abelhas, ratos, cheiros, surtos: motivos bizarros para atrasos em voos

Já pensou em avião com mictório? Fabricantes estudam como mudar o banheiro

Boeing desenvolve toalete autolimpante para aviões


Mulher é retirada de avião por ‘não seguir procedimentos de embarque’
Comentários Comente

Todos a Bordo

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Uma mulher foi retirada à força de um voo nos Estados Unidos sob a alegação de não ter seguido corretamente os procedimentos de embarque e verificação de bagagem. Em um vídeo (veja abaixo), a mulher aparece sendo carregada e depois arrastada por policiais pelo corredor do avião.

O incidente aconteceu nesta segunda-feira, em um voo da Delta Air Lines que ia de Detroit para San Diego, nos Estados Unidos.

O responsável pela publicação das imagens afirmou em seu blog RenesPoints.com (no qual escreve sobre viagens, principalmente em voos da Delta) que a mulher teria passado direto pelo portão de embarque e entrado no avião dizendo que ela “merecia um espaço para colocar a mala”.

A companhia aérea divulgou um breve comunicado afirmando que “o voo 2083 da Delta de Detroit para San Diego sofreu um breve atraso na decolagem devido a uma passageira não ter cumprido os procedimentos de embarque e verificação de bagagem. A passageira foi removida pela polícia local e o voo foi realizado sem mais incidentes.”

Segundo um canal de TV dos Estados Unidos, o aeroporto informou ter recebido um chamado da companhia aérea dizendo que a mulher não podia continuar a bordo. “Apesar de vários pedidos dos policiais, a mulher se recusou a deixar o avião e teve de ser retirada”, afirmou um porta-voz do aeroporto à Fox 2 Detroit.

A passageira não foi identificada e ainda não está claro se ela responderá a alguma acusação.

O autor da página Renes Points disse que as imagens foram feitas por um leitor. Veja o vídeo:


Recentemente, a Delta baniu de seus voos um passageiro apoiador de Donald Trump que fez barraco a bordo ao provocar outros clientes.

Leia também:
Cobrança de bagagem em voos começa no dia 14 de março

Aéreas faturam US$ 26 bi com serviços como venda de lanche e bagagem extra

Passageiros ‘causando’ durante o voo: total de casos sobe e preocupa aéreas

Escreveram com canetinha na fuselagem do avião e foram retiradas do voo


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>