PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Todos a Bordo

Após acidente, aéreas suspendem uso de 70% dos Boeing 737 Max no mundo

Vinícius Casagrande

12/03/2019 19h59

Boeing 737 Max 8 (Divulgação)

Cerca de 70% dos aviões da família Boeing 737 Max estavam parados em todo o mundo até a noite de hoje. O novo modelo do jato comercial mais vendido do mundo teve as operações suspensas por diversas companhias aéreas após o acidente com um avião da Ethiopian Airlines no domingo. Das 350 unidades entregues pela Boeing, 239 estão paradas.

Um avião do mesmo modelo, da Lion Air, caiu em outubro do ano passado, na Indonésia. Nos dois casos, há suspeita de que os sistemas de prevenção de estol (perda de sustentação) tenham falhado, causando a queda dos aviões. As semelhanças nas características dos dois acidentes gerou dúvidas sobre a segurança do modelo.

Leia também:

Por precaução, mais de 30 companhias aéreas de todo o mundo decidiram suspender suas operações com o Boeing 737 Max. No Brasil, a Gol paralisou os voos com o modelo na noite de ontem. A companhia tem sete aviões do modelo.

Além das companhias aéreas, muitos países também proibiram a operação do 737 Max. A China foi a primeira a ordenar que todas as companhias do país deixassem os aviões em solo até que a situação seja esclarecida. As empresas chinesas têm mais de cem aviões do modelo.

Hoje, a Easa (agência de aviação civil da União Europeia) também fechou seu espaço aéreo para operação de aviões 737 Max. A medida afeta 32 países do bloco.

A Boeing afirmou que tem total confiança na segurança de seu avião e que não há motivos para a suspensão das operações do 737 Max. A fabricante promete também liberar uma atualização do software, que corrigiria o problema que teria causado os acidentes.

Veja as companhias que suspenderam as operações e quantos aviões 737 Max elas possuem:

  • 9 Air (China) – 3
  • Aerolineas Argentinas (Argentina)– 5
  • Aeromexico (México) – 6
  • Air China (China) – 15
  • Air Italy (Itália) – 3
  • Cayman Airlines (Ilhas Cayman) – 2
  • China Eastern Airlines (China) – 3
  • China Southern Airlines (China) – 26
  • Comair (África do Sul) – 1
  • Eastar Jet (Coreia do Sul) – 2
  • Ethiopian Airlines (Etiópia) – 4
  • FlyDubai (Emirados Árabes Unidos) – 14
  • Fuzhou Airlines (China) – 2
  • Garuda Indonesia (Indonésia) – 1
  • Gol (Brasil) – 7
  • Hainan Airlines (China) – 11
  • Icelandair (Islândia) – 3
  • Kunming Airlines (China) – 2
  • Lion Air (Indonésia) – 10
  • Lot Polish (Polônia) – 5
  • Lucky Air (China) – 3
  • Mongolian Airlines (Mongólia) – 1
  • Norwegian Air (Noruega) – 18
  • OKAir (China) – 2
  • Oman Air (Omã) – 5
  • Royal Air Maroc (Marrocos) – 1
  • Shandong Airlines (China) – 7
  • Shangai Airlines (China) – 12
  • Shenzhen Airlines (China) – 6
  • SilkAir (Singapura) – 7
  • SpiceJet (Índia) – 14
  • TUI fly (Alemanha e outros países da Europa) – 16
  • Turkish Airlines (Turquia) – 12
  • Xiamen Airlines (China) – 10

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.