PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Aérea europeia de baixo custo quer voos dentro do Brasil, diz ministro

Todos a Bordo

23/08/2018 12h43

Norwegian poderá abrir filial no Brasil para voos nacionais (Divulgação)

Depois de receber autorização para operar voos entre o Brasil e o Reino Unido, a companhia aérea europeia de baixo custo Norwegian estaria interessada em operar voos domésticos entre cidades brasileiras, segundo o ministro do turismo, Vinicius Lummertz.

Ele esteve reunido nesta quarta-feira (22) com a diretora de Comunicação e Relações Públicas da Norwegian, Charlotte Holmbergh Jacobsson, em Estocolmo (Suécia). A Norwegian foi procurada para comentar a declaração do ministro, mas até a publicação desta reportagem ainda não havia respondido.

Para que a Norwegian possa voar entre cidades brasileiras, é preciso aprovar o projeto que libera 100% de capital estrangeiro nas companhias aéreas que operam voos nacionais no Brasil. A legislação atual permite o máximo de 20% de capital estrangeiro. O projeto já entrou na pauta de votação da Câmara dos Deputados diversas vezes, mas ainda não chegou a ser votado.

Leia também:

Nova aérea "econômica" começa a operar no Brasil, ligando Fortaleza e Paris
Empresa asiática é eleita melhor aérea de baixo custo pelo 10º ano seguido
Avião leva até 7.000 itens por voo só para serviço de bordo de passageiros

Ministro Vinicius Lummertz cumprimenta a diretora da Norwegian Charlotte Jacobsson (Roberto Castro/MTur)

Ministério defende abertura ao capital estrangeiro

Em nota, o Ministério do Turismo afirmou que a abertura do capital estrangeiro é necessária para aumentar a competição entre as companhias aéreas no Brasil. "Com a medida, empresas estrangeiras poderão voar no mercado doméstico se abrirem uma filial em território brasileiro. Enquanto Argentina e Colômbia têm nove e oito companhias aéreas operando as rotas domésticas, no Brasil quatro empresas concentram mais de 99% do mercado", afirma.

Em vídeo divulgado pelo ministério, Vinicius Lummertz afirma: "Se nós passarmos a abertura do capital das aéreas no Brasil, teremos uma empresa voando dentro do Brasil, constituindo uma nova empresa brasileira, com a metade do custo do mercado. É o que eles fazem aqui [na Europa], as chamadas low cost".

Em entrevista ao blog Todos a Bordo, o secretário nacional de Aviação Civil, Dario Lopes, havia afirmado que permitir que se cobre para despachar bagagem e para marcar assentos antecipadamente é fundamental para atrair empresas de baixo custo para o Brasil.

Ceará faz lobby para receber voo da Norwegian

O ministro afirmou que a Norwegian deve iniciar os voos internacionais no Brasil a partir de março do ano que vem. A empresa ainda não divulgou a rota exata que deve operar, mas a principal possibilidade é uma ligação entre Londres e São Paulo ou Rio de Janeiro.

O governo do Ceará tem feito pressão para tentar atrair a empresa para o estado em uma rota entre Fortaleza e Londres. O secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, esteve presente na reunião entre o ministro do Turismo e a diretora da Norwegian.

Fortaleza tem intensificado a estratégia para atrair voos internacionais. No início do ano, foram inaugurados voos para Paris (França) pela Joon, uma subsidiária da Air France, e Amsterdã (Holanda) pela KLM. A partir de novembro, a Gol inicia voos diários para Orlando e Miami, nos Estados Unidos.

Segundo o ministério do Turismo, nos últimos três anos e meio Fortaleza passou de oito para 48 voos internacionais por semana. O estado do Ceará oferece às empresas aéreas um pacote de benefícios com investimento de US$ 500 mil por rota implementada para promoção e atração de passageiros, nos três primeiros anos.

Empresa já está na Argentina

A Norwegian já criou uma filial na Argentina para operar voos dentro do país, além de rotas na América do Sul, incluindo o Brasil, para a Europa e Estados Unidos. A previsão da companhia é que os voos nacionais na Argentina comecem em outubro. Até o momento, a filial argentina conta com apenas um avião, que está sendo utilizado para obter as autorizações de operação.

A empresa inaugurou voos entre Buenos Aires e Londres no início do ano. Os voos são operados pela matriz europeia, que tem origem norueguesa e sede na Inglaterra. As passagens entre Buenos e Londres chegam a ser até 40% mais baratas que as das principais concorrentes.

Leia também:

Jato mais barato do mundo pode ser financiado em 60x; veja valor da parcela
Avião chinês quer entrar no mercado brasileiro para fazer voos regionais
Acompanhamos a entrega de um avião 0 km da Embraer até a Holanda

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.