Todos A Bordo

Brasil deve bater recorde de voo da Argentina com Boeing 737 por só 250 km

Todos a Bordo

Gol recebeu primeiro Boeing 737 MAX 8 no final de junho (Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

A Aerolineas Argentina possui atualmente o voo mais longo operado por um avião do modelo Boeing 737, de curto e médio alcance. O reinado argentino, no entanto, está com os dias contados. A partir de novembro deste ano, o título será brasileiro.

O voo da Aerolineas Argentinas entre Buenos Aires e Punta Cana (República Dominicana), operado com um Boeing 737 MAX 8, tem tempo estimado de oito horas para percorrer 6.000 quilômetros de distância. A rota era feita anteriormente com o Airbus A330-200, avião projetado para viagens de longo alcance. A mudança para o Boeing 737 MAX 8 aconteceu no início de maio.

Leia também:

Com novo avião, aérea quer fazer voo mais longo do mundo, de 19h
Uber quer voos mais baratos que viagens de carro, mas há muitos desafios
Veja 5 dicas para deixar seu voo mais confortável, até na classe econômica

A partir de novembro, no entanto, a Gol deve assumir o título de voo mais longo com um Boeing 737 quando inaugurar a nova rota entre Brasília e Orlando (EUA). O novo voo também será operado com o modelo 737 MAX 8.

A duração do voo da Gol também é prevista em oito horas de duração. A rota, no entanto, é cerca de 250 quilômetros mais longa. O trajeto entre Brasília e Orlando tem 6.254 quilômetros de distância.

Avião tem novos motores e nova aerodinâmica para gastar menos combustível (Divulgação)

Novo 737 gasta menos e vai mais longe

A nova versão do Boeing 737 trouxe como principal benefício às companhias aéreas o fato de gerar uma economia de combustível de até 15%. Com isso, o novo modelo aumentou também o alcance possível durante o voo.

Segundo a Boeing, a versão 737 MAX tem alcance de até 6.500 quilômetros. A versão anterior (737-800 NG) pode voar a distâncias de até 5.500 quilômetros. Atualmente, a rota mais longa operada pela Gol é entre o aeroporto de Guarulhos (SP) e Punta Cana, com 5.373 km de distância e cerca de sete horas de voo.

O novo modelo da Boeing tem um motor mais eficiente, além de um novo design da asa e novos winglets para reduzir o arrasto, melhorar a performance e diminuir o consumo de combustível.

Gol fez encomenda de 135 novos aviões

A Gol havia encomendado inicialmente 120 aviões do novo modelo. Nesta semana, a companhia assinou um novo contrato para a compra de mais de 15 Boeing 737 MAX 8 e a conversão de 30 pedidos atuais do modelo MAX 8 para 737 MAX 10, com capacidade adicional de 30 assentos em cada aeronave. Com isso, serão 105 Boeing 737 MAX 8 e 30 MAX 10 na frota da companhia.

A empresa recebeu no final do mês passado a primeira unidade do novo modelo. O avião já está voando nas rotas nacionais da Gol. Até o final do ano, a empresa deve ter um total de seis aviões do modelo. A última unidade da encomenda da Gol deve ser entregue em 2028.

Além do voo entre Brasília e Orlando, a Gol vai inaugurar outras três rotas para os Estados Unidos em novembro: de Brasília para Miami, de Fortaleza (CE) para Miami e de Fortaleza para Orlando.

Leia também:

Jato executivo da Embraer bate recorde de velocidade em voo transatlântico
Maior companhia aérea do mundo tem quase 1.000 aviões; veja ranking
Quanto combustível um jato comercial consome por voo?