Todos A Bordo

Por Copa, passagens compradas por brasileiros para Rússia saltam 15 vezes

Todos a Bordo

Brasil é o 3º país que mais comprou ingresso para Copa (Alex Grimm – FIFA/FIFA via Getty Images)

Os torcedores brasileiros devem viajar em grande número para Rússia para acompanhar a Copa do Mundo. Um levantamento da empresa de análise de reserva de voos FowardKeys mostra que o número de passagens compradas por brasileiros para viajar à Rússia durante o período da Copa aumentou 15 vezes em relação ao mesmo período do ano passado.

O estudo aponta que o Brasil é o país que teve o segundo maior crescimento no número de reservas de voos para viajar entre os dias 1º de junho e 15 de julho, perdendo apenas para o México que teve um crescimento de 19 vezes em relação ao mesmo período do ano passado.

Dados da Fifa também mostram o forte interesse de brasileiros em assistir ao mundial de perto. Em todas as fases de vendas, o Brasil aparece como um dos líderes na procura de ingressos. Na semana passada, a Fifa divulgou que na última fase de vendas o Brasil ficou em terceiro lugar em número de bilhetes vendidos (24.656 ingressos), atrás apenas da anfitriã Rússia (197.832) e da Colômbia (33.048). Na primeira fase, o Brasil também ocupou a terceira posição em vendas de ingressos.

Os dados são referentes ao número de passagens reservadas até o final de fevereiro. Quem ainda quiser se planejar para acompanhar a Copa na Rússia terá de desembolsar a partir de R$ 4.500 somente com a passagem aérea.

Leia também:

– Brasileiros na Rússia contam como é viver no país da Copa
– Um dos bairros mais perigosos de Moscou é ''fichinha'' perto do Brasil
– Histórias da Copa: intrigas, tretas e muito mais

A FowardKeys afirma monitorar mais de 17 milhões de reservas de voos por dia para criar dados estatísticos sobre tendências no mercado de turismo. A empresa, no entanto, não revela os números absolutos de turistas, mas apenas o crescimento em relação ao ano passado.

Concentração no início da Copa

Segundo a FowardKeys, em termos gerais, devem desembarcar nos aeroportos russos mais do que o dobro de turistas do que foi registrado em 2017. O pico de chegadas deve acontecer durante a abertura da Copa do Mundo, entre os dias 13 e 17 de junho. O primeiro jogo, entre Rússia e Arábia Saudita, acontece no dia 14 de junho.

Embora em ritmo menor, o desembarque de passageiros estrangeiros continua em alta até o final de junho, quando se encerra a fase de grupos da Copa.

Os maiores aumentos no número de turistas são de países classificados para a Copa. As exceções são a Índia, que ocupa a quinta colocação com um crescimento de seis vezes em relação ao ano passado, e os Estados Unidos, na sétima posição com aumento de quatro vezes.

Por outro lado, com a decepção de não ver sua seleção classificada para a Copa, o número de turistas italianos na Rússia durante o mundial deve cair pela metade.

“Mais uma vez, o poder do esporte vai dar um impulso em massa para o turismo. Os russos estão, obviamente, na expectativa do poder de gastos dos fãs internacionais”, afirma em comunicado Oliver Jager, CEO e cofundador da FowardKeys.

Veja os países com os maiores crescimento no número de reservas de passagem aérea para a Rússia entre os dias 1º de junho e 15 de julho, em relação ao mesmo período de 2017:

– México: 19 vezes
– Brasil: 15 vezes
– Argentina: 10 vezes
– Polônia: 7 vezes
– Índia: 6 vezes
– Espanha: 5 vezes
– Estados Unidos: 4 vezes
– Austrália: 4 vezes
– Reino Unido: 3 vezes
– Suíça: 2 vezes

Leia também:

– Sete homens do 7 a 1
– País da Copa: conheça destinos imperdíveis da Rússia
– O caminho de um avião 0 km do interior de SP até Amsterdã
– Novos aviões de Rússia e China voaram pela 1ª vez em 2017; veja lançamentos
– Voo direto para Rússia na Copa? Só se o mundial fosse em 1994 ou 1998