Todos A Bordo

Arquivo : emprego

Emirates quer contratar mais pilotos brasileiros; salário vai até R$ 60 mil
Comentários Comente

Todos a Bordo

Empresa procura comandantes e copilotos para o Airbus A380 (Divulgação)

Para enfrentar a escassez de pilotos, a Emirates Airlines, companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos, está em busca de pilotos brasileiros para comandar sua frota de aviões Airbus A380 e Boeing 777. A empresa realiza na próxima semana, entre segunda (21) e sexta-feira ( 25), nova seleção de profissionais. O salário mensal para o cargo de comandante pode chegar a quase R$ 60 mil.

A seleção será em São Paulo, e a empresa não divulgou quantos pretende contratar. Diferentemente de outras ocasiões, nas quais qualquer profissional qualificado podia participar da seleção, desta vez só poderão concorrer às vagas pilotos aceitos previamente. A inscrição pode ser feita pelo e-mail Pilot.recruitment@emirates.com.

Leia também:

– Sonha em comandar um avião? Veja quanto custa formação básica de um piloto
– Acompanhamos a entrega de um avião 0 km da Embraer até a Holanda
– Lembre pilotos de avião heróis que enfrentaram panes e evitaram tragédias
– O que significam as faixas nos uniformes de pilotos e comissários de avião?

O vice-presidente comercial da Emirates, Thierry Antinori, afirmou ao portal “Arabian Business”, que a empresa precisa atualmente de cem a 150 pilotos para completar seu quadro de funcionários. A empresa contrata pilotos em diversos países do mundo.

Antinori disse que a falta de profissionais para comandar as aeronaves fez com que a companhia aérea cancelasse alguns voos, especialmente para destinos na Flórida (EUA). No entanto, afirmou que outros cancelamentos ocorrem por outros motivos, como questões sazonais e baixa procura.

No Brasil, a empresa tem um voo diário para São Paulo com o Airbus A380. A rota entre Dubai (Emirados Árabes Unidos) e Buenos Aires (Argentina), com o Boeing 777, conta com uma parada no Rio de Janeiro. A partir de julho, a empresa pretende criar nova rota, também com o Boeing 777, entre Dubai e Santiago (Chile), com parada em São Paulo.

A Emirates está em busca tanto de copilotos como de comandantes para os aviões Airbus A380 e Boeing 777. São os dois únicos modelos usados na frota da companhia aérea. Durante o processo, ainda em São Paulo, os pilotos deverão fazer um prova teórica e testes nos simuladores de voo. Para a seleção, serão usados simuladores dos modelos Airbus A330 e Boeing 777.

Requisitos mínimos para se candidatar

Para se candidatar à vaga de copiloto, o candidato deve ter licença de piloto de linha aérea, experiência de mais de 2.000 horas de voo em aviões acima de 20 toneladas ou 3.000 horas de voo para aviões entre dez e 20 toneladas.

No caso das vagas para comandante, é preciso ter licença de piloto de linha aérea e três anos de experiência em voos de longa distância. São exigidas também 7.000 horas de voo, sendo 3.000 como comandante de jatos acima de 50 toneladas e 1.000 horas em aviões do tipo widebody (fuselagem larga e dois corredores).

Salário é livre de impostos

Com base operacional em Dubai, os salários dos pilotos da Emirates são livres de impostos (de acordo com a legislação local). A companhia aérea oferece casa para os pilotos, mas há a opção de receber um auxílio-moradia para alugar outra residência. É necessário morar em Dubai.

Veja os salários:

Copiloto de Boeing 777 cargueiro

Salário-base: R$ 25.361,39 (24.935 Dirham)

Auxílio-moradia: R$ 11.188,10 (11 mil Dirham)

Salário total: R$ 36.549,49 (35.935 Dirham)

Comandante de Boeing 777 cargueiro

Salário-base: R$ 35.979,91 (35.375 Dirham)

Auxílio-moradia: R$ 12.713,75 (12,5 mil Dirham)

Salário total: R$ 48.693,66 (47.875 Dirham)

Copiloto de Airbus A380 e Boeing 777 de passageiros

Salário-base: R$ 30.640,14 (30.125 Dirham)

Auxílio-moradia: R$ 14.569,96 (14.325 Dirham)

Salário total: R$ 45.210,10 (44.450 Dirham)

Comandante de Airbus A380 e Boeing 777 de passageiros

Salário-base: R$ 43.425,08 (42.695 Dirham)

Auxílio-moradia: R$ 16.349,88 (16.075 Dirham)

Salário total: R$ 59.774,97 (58.770 Dirham)

Além do salário, os pilotos têm outros benefícios, como seguros médico e odontológico e férias anuais de 42 dias.

Leia também:

– Aérea suspende pilotos por gravar e postar vídeos “engraçados” em pleno voo
– Uber quer voos mais baratos que viagens de carro, mas há muitos desafios
– Como os pilotos sabem se o avião está baixo ou alto na hora de pousar?


Maior empresa aérea europeia de baixo custo procura pilotos brasileiros
Comentários Comente

Todos a Bordo

Empresa fará eventos em São Paulo e no Rio de Janeiro (foto: Divulgação)

A Ryanair, maior companhia aérea de baixo custo da Europa, abriu uma seleção para contratar pilotos brasileiros. As vagas disponíveis são para comandante do Boeing 737. A empresa fará a primeira etapa do processo seletivo em São Paulo e no Rio de Janeiro nos dias 15 e 16 de agosto.

Para se candidatar, os pilotos deverão fazer a inscrição pela internet diretamente no site da companhia (aqui para São Paulo e aqui para o Rio de Janeiro). O salário e as próximas fases do processo seletivo só devem ser informados no momento da entrevista.

Segundo a companhia, os pilotos contratados poderão escolher onde pretendem morar. A empresa opera em 86 aeroportos na Europa. A Ryanair também cita como diferencial a escala de trabalho. São cinco dias de voo, seguidos por quatro dias de folga.

Atualmente, a Ryanair tem cerca de 400 aviões Boeing 737-800, que transportam 130 milhões de passageiros por ano. O plano da companhia é chegar a 2024 com 600 aviões e 200 milhões de passageiros transportados.

Requisitos mínimos exigidos para os pilotos

As vagas disponíveis aos brasileiros são somente para pilotos com experiência na função de comandantes de aviões comerciais. Além disso, é necessário que o todos os candidatos cumpram os requisitos necessários para permissão de trabalho na União Europeia, como ter a cidadania de um país europeu.

Para pilotos que já tenham a licença para voar o Boeing 737, é exigido um mínimo de 3.500 horas de voo, sendo 2.000 horas em aviões acima de 30 toneladas. Ainda é necessário pelo menos 800 horas como comandante e que o último voo tenha sido realizado nos últimos 36 meses.

Para comandantes que estejam voando em outros modelos de aviões de grande porte, como os da Airbus, a companhia exige uma experiência prévia no Boeing 737 há, no máximo, cinco anos.

A companhia afirma que, no momento, não tem interesse em contratar comandantes sem experiência no Boeing 737. No entanto, a Ryanair abre a possibilidade para que esses pilotos também participem do evento de seleção para conhecer melhor a companhia para possíveis vagas futuras.

São Paulo:

Dia 15 de agosto, às 10h, 14h e 17h

Prodigy Grand Hotel Berrini – Rua Quintana, 1.012, Brooklin Novo

Rio de Janeiro:

Dia 16 de agosto, às 10h e 15h

Sheraton Grand Rio – Avenida Niemeyer, 121, Leblon

Leia também:

Companhia aérea árabe busca pilotos brasileiros; salário chega a R$ 51 mil

Airbus inaugura centro de treinamento de pilotos em Campinas (SP)

Empresas europeias falam em passagem aérea grátis. É possível no Brasil?


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>