Todos A Bordo

Arquivo : A380

Airbus faz reajuste e A380 fica R$ 30 milhões mais caro; veja outros preços
Comentários Comente

Todos a Bordo

Airbus A380 passa a custar R$ 1,425 bilhão (Foto: Divulgação)

A Airbus anunciou nesta segunda-feira (15) um reajuste de 2% em todos os seus jatos comerciais para o transporte de passageiros. Maior e mais valioso avião da fabricante europeia, o A380 ficou R$ 30 milhões mais caro. O modelo passa a custar US$ 445,6 milhões (R$ 1,425 bilhão). No ano passado, o preço do A380 era de US$ 436,9 milhões (R$ 1,395 bilhão).

No outro lado da tabela, o avião mais barato da Airbus é o A318, com capacidade para cerca de 130 passageiros e voltado para viagens curtas. O modelo passa a ter valor de tabela de US$ 77,4 milhões (R$ 247,52 milhões) – o A318 custava no ano passado US$ 75,9 milhões (R$ 242,77 milhões).

“Nossos novos preços para 2018 refletem os investimentos contínuos nos programas de aeronaves para maximizar o valor para a satisfação dos clientes, com combinação de performance, economia operacional e experiência do passageiro”, afirma John Leahy, diretor comercial da Airbus.

Leia também:

Oficina de avião inclui costureiras e conserta até Airbus oficial do Temer

Escola de pilotos da Emirates tem jato brasileiro e aeroporto exclusivo

Jatos comerciais têm motor escondido na traseira. Sabe para que ele serve?

Todos os valores são os chamados “preço de lista”, uma referência para todo o mercado. Cada avião que sai da fábrica, no entanto, pode ter um valor maior ou menor. O preço final depende da configuração exigida e das negociações entre a fabricante e as companhias aéreas.

Recorde de vendas e possível fim do A380

O anúncio do reajuste de preços dos aviões comerciais acontece logo após a Airbus divulgar as vendas recordes registradas no ano passado. A fabricante europeia recebeu 1.109 pedidos de novos aviões em 2017, contra 912 vendas da Boeing, sua principal concorrente.

No entanto, a Airbus perdeu para a Boeing no número total de aviões efetivamente produzidos no último ano. A fabricante norte-americana entregou 763 novas aeronaves, enquanto a Airbus produziu 718 aviões.

O diretor comercial da Airbus anunciou também que a companhia pode se ver obrigada a encerrar a produção do A380 caso não receba novas encomendas nos próximos anos. “Honestamente, se não chegarmos a um acordo com a Emirates [principal cliente do A380], não teremos outro remédio a não ser parar o programa”, disse Leahy, durante a apresentação do informe comercial 2017 do grupo nesta segunda-feira.

Veja os novos valores dos aviões da Airbus:

A318: US$ 75,9 milhões (R$ 242,77 milhões)

A319: US$ 92,3 milhões (R$ 295,05 milhões)

A320: US$ 101 milhões (R$ 322,86 milhões)

A319neo: US$ 101,5 milhões (R$ 324,65 milhões)

A320neo: US$ 110,6 milhões (R$ 353,75 milhões)

A321: US$ 118,3 milhões (R$ 378,16 milhões)

A321neo: US$ 129,5 milhões (R$ 414,33 milhões)

A330-200: US$ 238,5 milhões (R$ 763,08 milhões)

A330-200 (cargueiro): US$ 241,7 milhões (R$ 773,32 milhões)

A330-800neo: US$ 259,9 milhões (R$ 831,55 milhões)

A330-300: US$ 264,2 milhões (R$ 845,31 milhões)

A350-800: US$ 280,6 milhões (R$ 897,78 milhões)

A330-900neo: US$ 296,4 milhões (R$ 948,33 milhões)

A350-900: US$ 317,4 milhões (R$ 1015,52 milhões)

A350-1000: US$ 366,5 milhões (R$ 1172,62 milhões)

A380: US$ 445,6 milhões (R$ 1,425 bilhão)

Leia também:

Jato da Embraer é o único a pousar na ilha de Napoleão com vento de 90 km/h

Dono de jatinho paga R$ 37 mil para estacionar e embarca sem fila e raio-x

Jatinho mais barato do mundo tem só um motor e paraquedas de emergência


Aviões da Singapore Airlines terão cama de casal e guarda-roupa de couro
Comentários Comente

Todos a Bordo

Suítes do A380 terão até cama de casal (foto: Divulgação)

A companhia aérea Singapore Airlines vai dar início no próximo mês a uma renovação completa do interior de seus 19 aviões Airbus A380, um processo que deve durar quatro anos. O grande destaque das mudanças são as novas suítes privativas para os passageiros da primeira classe.

Serão seis suítes instaladas no andar superior do avião, equipadas com cama, poltrona giratória, mesa, uma televisão de 32 polegadas e até guarda-roupa. Quando duas pessoas viajam juntas, uma das paredes poderá ser abaixada para criar um grande quarto. Além disso, as duas camas podem ser unidas, formando uma cama de casal.

Para quem não quiser ficar deitado durante toda a viagem, as poltronas de couro das suítes privativas reclinam até 45º e giram 270º. Assim, os passageiros poderão fazer as refeições durante a viagem ou trabalhar com mais conforto. Durante pousos e decolagens, os passageiros devem estar sentados nas poltronas.

Leia também:

Jatos comerciais têm motor escondido na traseira. Sabe para que ele serve?

Jatinho mais barato do mundo tem só um motor e paraquedas de emergência

Veja 5 dicas para deixar seu voo mais confortável, até na classe econômica

Suítes individuais do Airbus A380 da Singapore (foto: Divulgação)

As televisões das suítes também podem ser viradas em diversos ângulos para que o passageiro possa assistir à programação do sistema de entretenimento a bordo tanto sentado na poltrona como deitado na cama.

Para manter a suíte organizada durante a viagem, a Singapore instalou um guarda-roupa e compartimentos para armazenar objetos pessoais. Em ambos, o revestimento será de couro para “dar um toque de luxo e intimidade”, segundo a empresa.

Os seis passageiros das suítes do A380 terão dois banheiros exclusivos. O local conta até com uma mesinha equipada com dois espelhos para auxiliar na maquiagem. Mas faltou a instalação de um chuveiro, algo que já está disponível em outras companhias aéreas.

Banheiro destinado aos passageiros das suítes privativas (foto: Divulgação)

Executiva também terá cama de casal

Apesar de não ter a mesma privacidade das suítes, as poltronas da classe executiva também poderão ser transformadas em uma cama de casal. A opção estará disponível somente para os passageiros viajando nas fileiras do meio, já que as poltronas das janelas são individuais.

Se os dois passageiros que viajam lado a lado nessas poltronas não se conhecerem, eles também podem ficar totalmente isolados por uma parede. As poltronas têm 63,5 cm de largura e chegam a 1,98 metro de comprimento quando estão totalmente reclinadas para virar uma cama.

Poltronas da classe executiva também poderão ser transformadas em cama de casal (foto: Divulgação)

Mudanças na classe econômica

As mudanças na cabine de passageiros dos Airbus A380 da Singapore incluem também melhorias nas classes econômica e econômica premium. Segundo a empresa, os passageiros terão mais espaço para as pernas e poltronas mais confortáveis.

Na econômica premium, os assentos de couro terão 49,5 cm de largura e espaço entre as poltronas de 96,5 cm. Os passageiros ainda receberão fones de ouvido contra ruídos externos para assistir ao entretenimento de bordo em monitores de 13,3 polegadas.

A empresa afirma que os passageiros da classe econômica terão mais espaço para as pernas, mas não informou a distância. Segundo a companhia, as novas poltronas serão mais finas.

Na econômica premium, distância entre as poltronas será de 96,5 cm (foto: Divulgação)

Investimento de US$ 850 milhões

Para fazer a renovação interna de todos os Airbus A380 da frota, a Singapore Airlines prevê um investimento total de US$ 850 milhões (R$ 2,8 bilhões). Os próximos cinco aviões A380 que serão entregues à companhia (o primeiro no próximo mês) já sairão de fábrica com a nova configuração. Os atuais 14 Airbus A380 da Singapore serão reconfigurados durante os próximos quatro anos.

Com as mudanças, os aviões terão capacidade total para 471 passageiros. As seis suítes privativas e os 78 assentos da classe executiva ficarão no andar superior do avião. O andar inferior acomodará os 44 passageiros da econômica premium e os 343 da econômica.

Atualmente, os A380 da empresa ligam Cingapura a Auckland (Nova Zelândia), Pequim, Xangai e Hong Kong (China), Frankfurt (Alemanha), Londres (Inglaterra), Melbourne e Sydney (Austrália), Mumbai e Nova Déli (Índia), Nova York (EUA), Paris (França) e Zurique (Suíça).

Leia também:

Jato da Embraer é o único a pousar na ilha de Napoleão com vento de 90 km/h

1ª classe ganha cremes, perfumes e bálsamos labiais de Bulgari e Lacroix

Controle de qualidade de voo entrega quando o piloto faz algo errado

 


1º voo comercial do A380, o maior avião de passageiros, completa 10 anos
Comentários Comente

Todos a Bordo

Airbus A380 tem peso máximo de decolagem de 575 toneladas (Foto: Divulgação)

O primeiro voo comercial do maior avião de passageiros do mundo, o Airbus A380, completa dez anos nesta quarta-feira (25). O superjumbo estreou pela companhia aérea Singapore Airlines na rota entre Cingapura e Sydney, na Austrália.

Após uma década de operações, 13 companhias aéreas voam com o A380 para 60 aeroportos em todo o mundo. Mais de 190 milhões de passageiros já viajaram a bordo do A380.

O modelo tem capacidade máxima para levar até 853 passageiros se fosse configurado somente com a classe econômica. No entanto, com as divisões entre primeira classe, executiva e econômica, a capacidade do avião varia entre 379 e 615 passageiros, dependendo da companhia aérea. Na média geral, a capacidade do modelo é de 497 passageiros.

Leia também:

Jato da Embraer é o único a pousar na ilha de Napoleão com vento de 90 km/h

Qual o avião comercial mais rápido do mundo? Dica: não é o Concorde

Por que quase todos os aviões são brancos?

O Airbus A380 pode decolar com peso máximo de 575 toneladas e carregar até 320 mil litros de combustível para alimentar seus quatro motores. O avião voa a uma velocidade de 965 km/h, com autonomia de 15,2 mil quilômetros. Para se ter uma ideia, um Boeing 737 MAX 8, versão mais nova do jato comercial mais vendido da história, decola com até 82 toneladas, carrega 26 mil litros de combustível, voa a 857 km/h e tem autonomia de 6.510 km.

O maior avião de passageiros do mundo mede 72,72 metros de comprimento, 24,09 metros de altura e 79,75 metros de envergadura (a distância entre as pontas das asas). Somente a fuselagem principal tem uma largura de 7,14 metros. Dentro do avião, o andar inferior mede 6,5 metros de largura, enquanto o superior tem 5,8 metros.

Em termos de dimensões, o A380 é quase o dobro de um Boeing 737 MAX 8, que mede 39,5 metros de comprimento, 14,3 metros de altura e 35,9 metros de envergadura. Na cabine interna, o 737 pode levar até 200 passageiros.

Produção em queda

Em dez anos, já foram produzidas 216 unidades do A380, segundo dados da Airbus até setembro deste ano. A fabricante ainda tem mais 101 pedidos do modelo para serem entregues nos próximos anos.

No entanto, o ritmo de produção deve diminuir. A Airbus fez uma readequação do cronograma de entrega dos aviões no ano passado. A meta atual da fabricante é produzir 12 unidades do A380 por ano – em 2015, foram 27 aviões produzidos.

Além de maior avião de passageiros, o A380 também é a aeronave comercial mais cara do mundo. O preço de tabela do modelo é de US$ 436,9 milhões (R$ 1,425 bilhão). O avião mais caro da Boeing, o 777-9, tem preço de tabela de US$ 408,8 milhões (R$ 1,333 bilhão). Os valores podem sofrer variações de acordo com as negociações entre as fabricantes e os compradores.

Brasil entra na rota do A380, maior avião comercial do mundo


São Paulo tem voos diários do A380

A Emirates Airlines é a companhia aérea com o maior número de aviões do modelo. A empresa deve receber na próxima semana o seu centésimo Airbus A380. A segunda maior frota é da Singapore Airlines, com 19 aviões, seguida da alemã Lufthansa, que tem 14 A380.

No Brasil, o maior avião de passageiros do mundo iniciou os voos diários em março deste ano. A rota da Emirates entre Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, teve início no dia 26 de março.

A versão do A380 utilizada pela Emirates nos voos para São Paulo pode transportar 491 passageiros, divididos em três classes, sendo 14 nas suítes da primeira classe, 76 na executiva e 401 na econômica.

Para receber o A380, Guarulhos teve de fazer diversas modificações estruturais, como a ampliação da pista de pouso e decolagem. Os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Viracopos, em Campinas (SP), também têm condições de receber o A380.

Nova versão do A380 terá mudança nas asas para economizar combustível (foto: Divulgação)

Avião vai ganhar uma versão mais moderna

O A380 é considerado um gigante dos ares, mas a Airbus pretende deixá-lo ainda maior. Durante o último Paris Air Show, realizado em junho na capital francesa, a fabricante apresentou o A380plus. Mesmo na configuração mais confortável, o modelo pode receber mais 80 assentos de passageiros em função das mudanças internas, com a troca das escadas que ligam os dois andares do avião.

As principais inovações, no entanto, estão na eficiência operacional do modelo. A mudança mais visível está nas asas do A380, que receberam novas winglets que chegam a 4,7 metros de altura. Somente essa alteração na asa deve reduzir o consumo de combustível em até 4%, segundo a Airbus.

Com todas as alterações que serão feitas, a Airbus avalia que o novo A380plus deverá ter um custo operacional por assento 13% menor em relação à versão atual. Com isso, a autonomia do avião será aumentada em 550 quilômetros.

Leia também:

Veja 5 dicas para deixar seu voo mais confortável, até na classe econômica

Jatinho mais barato do mundo tem só um motor e paraquedas de emergência

Comandante de avião pode desviar voo, barrar, prender ou casar passageiros?


Foto de passageiro no bar e emoção de tripulante: veja como é voar no A380
Comentários Comente

Todos a Bordo

O maior avião de passageiros do mundo, o A380, começou a ser usado pela companhia aérea Emirates na rota entre São Paulo e Dubai, nos Emirados Árabes, neste fim de semana. O Airbus pousou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no fim da tarde de domingo (26). E partiu rumo a Dubai no início da madrugada da segunda-feira (27).

O blog Todos a Bordo fez a viagem entre São Paulo e Dubai e conta alguns detalhes do voo de 14 horas de duração.

O lounge localizado no segundo andar do A380 da Emirates. Foto: Claudia Andrade/UOL

O lounge, que pode ser frequentado só pelos clientes da executiva e da primeira classe, é um dos maiores atrativos do A380 da Emirates, junto com o spa com chuveiro, de uso restrito de quem viaja na primeira classe.

Na viagem, o lounge teve períodos de calmaria, durante a madrugada. Mas há sempre alguém circulando por ali, até porque quatro banheiros estão localizados nesta área.

Brasil entra na rota do A380

Se, entre uma refeição e outra o passageiro quiser comer ou beber alguma coisa, basta ir ao lounge bar, onde vai encontrar sanduíches, doces, salgados e muitas bebidas. No caso das comidas, o viajante pode se servir à vontade. As bebidas são pedidas para o tripulante que fica no bar. Tudo é incluído na passagem, e não há cobranças adicionais.

Fora os petiscos, o menu de jantar na executiva incluiu entradas (sopa, frango defumado, camarão refogado), pratos principais (filé de carne grelhado, frango empanado com curry, peixe assado) e sobremesas (brownie, bolo com cobertura streusel – farofa doce, frutas, tábua de queijos).

Uma das opções de café da manhã da classe executiva do A380 da Emirates. Foto: Claudia Andrade/UOL

Fotos e curiosidade em ver o lounge

Os passageiros também iam ao lounge para tirar fotos ou conversar com tripulantes. A chefe de equipe Bianca Prado trabalha há quase uma década na Emirates e já viajou várias vezes no A380. O que chamou a atenção da comissária no voo foi a curiosidade dos passageiros sobre o avião. “Realmente os passageiros estavam superempolgados por estarem voando no A380”.

Para Gilberto Wallerius, que viajava a passeio com amigos, a área onde fica o bar torna o voo longo mais agradável. “Quando você viaja em um cruzeiro, você tem muitas atividades, os hotéis também têm muitas atividades. Os voos não têm tanta coisa, geralmente só os filmes. Com o lounge, você cria um atrativo”.

O casal Fernando Pacheco Veríssimo e Mara Cristina Veríssimo iniciou a comemoração de 25 anos de casamento no voo da Emirates. Eles disseram que só souberam que voariam no A380 ao chegar a Guarulhos. “O que mais chamou a atenção foi o atendimento. Só faltam adivinhar o que você quer”, afirmou Fernando.

O casal Fernando e Mara tira foto com comissárias depois do voo. Foto: Claudia Andrade/UOL

30 tripulantes

Segundo a chefe de equipe Bianca Prado, o voo SP-Dubai contou com 30 tripulantes, incluindo três pilotos e dez comissários brasileiros. “Foi muito orgulho para nós representar lá fora o nosso país e estar no maior avião do mundo, na maior cidade do Brasil”, disse. “Confesso que fiquei muito emocionada”.

O avião de dois andares tem capacidade para 491 passageiros. Os voos da rota São Paulo-Dubai são diários. Este é o primeiro voo comercial regular do A380 para a América do Sul.

A chefe de equipe Bianca Prado tira foto com colega no lounge do avião. Foto: Arquivo Pessoal

A Emirates vai remodelar a área do lounge bar do gigante da Airbus. Os novos aviões terão uma configuração que permitirá aos passageiros sentarem-se frente a frente. O objetivo, segundo a aérea, é aumentar a interação.

Na configuração atual, que é a encontrada no A380 da rota SP-Dubai, há apenas bancos encostados na fuselagem, que deixam os passageiros de costas para as janelas.

Esses bancos têm cintos de segurança, para momentos de turbulência durante a viagem – podendo ser ocupados nestes momentos tanto por passageiros como por tripulantes, de acordo com a situação. No voo inaugural, porém, a estabilidade foi presente na maior parte do tempo, com alguns poucos períodos em que foi possível observar alguma movimentação do gigante da Airbus.

(A repórter Claudia Andrade viajou a convite da Emirates)

Leia também:
Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo

Apenas 13 empresas têm o maior avião do mundo em sua frota; veja quais são

Pijama hidratante é o novo mimo oferecido pela melhor aérea do mundo


Maior avião do mundo, A380 estreia no Brasil com 1ª classe a R$ 57 mil
Comentários Comente

Todos a Bordo

Por Vinícius Casagrande

O maior avião de passageiros do mundo, o Airbus A380 inicia neste domingo (26) os voos diários para o Brasil. A chegada ao aeroporto de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, está prevista para ocorrer às 16h30.

Logo após o pouso do gigante, é esperado o tradicional batismo do avião com jatos de água. O ritual é tradicional em todo o mundo quando uma nova companhia, rota ou avião inicia suas operações em um determinado aeroporto.

O A380 deve permanecer em solo por cerca de nove horas. O gigante deve decolar com destino a Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, à 1h25.

Uma passagem para o voo inagural do A380 custa R$ 2.840 na classe econômica, R$ 14.238 na executiva e R$ 28.468 na primeira classe. Os valores são somente para o trecho de ida. Para outras datas, os valores podem sofrer alterações.

Para viagens no mês de junho, com ida no dia 6 e retorno ao Brasil no dia 20, as passagens custam R$ 4.223 na classe econômica, R$ R$ 17.572 na executiva e R$ 56.920 na primeira classe.

Voos diários da Emirates com o Airbus A380 começam neste domingo (Foto: Divulgação)

Aumento de capacidade

O Airbus A380-800 da companhia aérea Emirates passa a operar a rota entre São Paulo e Dubai em substituição ao Boeing 777-300ER, utilizado na mesma rota por quase dez anos.

Com a mudança de avião, a Emirates aumentou a capacidade do voo em 137 assentos. O A380 poderá transportar 491 passageiros, divididos em três classes, sendo 14 nas suítes da primeira classe, 76 na executiva e 401 na econômica.

A entrada em serviço do maior avião de passageiros coincide com o encerramento das operações de outra companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos. Também neste domingo, a Etihad deixa de realizar os voos diários entre São Paulo e Abu Dhabi.

Embarque e desembarque será feito pelo portão 605 (Foto: Lucas Lima/UOL)

Reforma das pistas em Guarulhos

A operação do A380 só foi possível após uma série de reformas nas pistas do aeroporto de Guarulhos. Para que a operação do avião fosse viabilizada, as pistas de pouso e decolagem e de manobras em terra tiveram de ser alargadas em 15 metros, passando de 45 metros para 60 metros de largura.

Com as pistas mais estreitas, havia o risco de que os motores mais próximos às pontas das asas passassem sobre a área gramada, com o perigo de que detritos pudessem ser sugados para dentro dos motores. Com a nova largura, os motores ficam dentro da área pavimentada.

Durante o embarque e desembarque dos passageiros, serão utilizados dois fingers (túneis para passageiros) simultaneamente. O acesso de todos os passageiros deverá ser feito somente pelo piso inferior do avião. Um finger deve ser acoplado na porta dianteira, próxima ao nariz do avião, e o segundo na porta do meio, perto da asa.

Em 2015, a Emirates já havia feito um voo de testes com o A380 para o Brasil. Além de Guarulhos, o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, também já recebeu o avião. Durante os Jogos Olímpicos do ano passado, a Air France realizou um voo para buscar os atletas franceses. Apenas 13 companhias aéreas de todo o mundo voam com o A380, que tem preço de tabela de US$ 432,6 milhões (R$ 1,3 bilhão).

Emirates fará mudanças no bar a bordo do A380 (Foto: Divulgação)

Luxo a bordo

A Emirates foi eleita pelo ranking Skytrax World Airline Awards a melhor companhia aérea do mundo. Os passageiros que embarcarem no A380 da empresa em São Paulo poderão conferir alguns dos itens que levaram a companhia a ostentar esse título.

O A380 da Emirates é famoso pelo spa a bordo, com chuveiro para os clientes da primeira classe. Para aproveitar o espaço, os passageiros recebem um kit com uma linha exclusiva criada pela marca irlandesa Voya. São itens como xampu, condicionador, sabonete líquido, hidratante corporal e creme para as mãos, entre outros.

Recentemente, a companhia passou a oferecer novos mimos para os passageiros da primeira classe, como pijamas hidratantes. O tecido usado na fabricação da roupa libera um composto de algas marinhas que, de acordo com a aérea, minimiza a desidratação e estimula a circulação.

A empresa também planeja remodelar o lounge bar destinado a passageiros da primeira classe e da executiva. O espaço terá cortinas à prova de som separando o lounge das outras áreas do avião, além de cores mais claras e nova iluminação.

Leia também:

Apenas 13 empresas têm o maior avião do mundo em sua frota; veja quais são

Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo

Tempo de voo pode ter diferença de 2h na ida e na volta. Sabe por quê?


Maior avião de passageiros do mundo terá bar com cortina à prova de som
Comentários Comente

Todos a Bordo

Emirates fará mudanças no bar a bordo do A380. Foto: Divulgação

A companhia aérea Emirates vai remodelar o lounge bar destinado a passageiros da primeira classe e da classe executiva nos aviões A380, o maior avião de passageiros do mundo. O objetivo, segundo o presidente da empresa, é aumentar o espaço para interação.

A nova configuração está sendo instalada pela Airbus em um dos novos A380 que serão entregues à companhia. O avião está previsto para entrar em operação em julho deste ano. Ainda não se sabe se algum avião que fará a rota São Paulo – Dubai a partir do final de março poderá vir a ter o novo espaço.

“Em nossa última renovação, tivemos como inspiração as cabines privativas de iates, aumentando o espaço de assento, além de torná-lo ainda mais intimista e propício para que os passageiros possam socializar e aproveitar o serviço oferecido”, diz Tim Clark, presidente da aérea dos Emirados Árabes.

Vídeo da Emirates mostra como vai ficar o novo bar a bordo

Mudanças

A principal alteração será na disposição dos assentos. Uma área do lounge terá mesas e poltronas colocadas frente a frente, com vista para a janela. Na configuração atualmente em vigor, os assentos são como bancos encostados na fuselagem, deixando os passageiros de costas para as janelas.

O espaço também terá cortinas à prova de som separando o lounge das outras áreas do avião, além de cores mais claras e nova iluminação. A novidade será mostrada ao público pela primeira vez em uma feira de turismo em Berlim, na Alemanha, em março.

Veja fotos e compare o lounge atual com o projeto que está sendo preparado pela Emirates:

Novo lounge que está sendo preparado pela Emirates para o A380. Foto: Divulgação

Como é hoje a área onde fica o bar no A380 da Emirates. Foto: Divulgação

Veja como é voar no A380 da companhia aérea Emirates


Leia também:
Apenas 13 empresas têm o maior avião do mundo em sua frota; veja quais são
Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo
Você tem ideia de quanto custa um avião de linhas comerciais normais?


Apenas 13 empresas têm o maior avião do mundo em sua frota; veja quais são
Comentários Comente

Todos a Bordo

Créditos: Reprodução/Airbus

Emirates tem 92 aviões do modelo Airbus A380 (Foto: Divulgação/Airbus)

A Emirates Airlines é a maior operadora mundial do maior avião de passageiros do mundo, o Airbus A380. A companhia aérea dos Emirados Árabes Unidos tem 92 aviões do modelo, voando atualmente para 40 destinos. A frota da Emirates representa 45% de todos os A380 em operação no mundo, segundo dados da Airbus.

Desde que realizou a primeira entrega do A380, em outubro de 2007, a Airbus já produziu um total de 207 unidades do modelo. A fabricante europeia tem pedidos para mais 110 unidades do A380, sendo que 50 deles também são para a Emirates. Com isso, a companhia árabe terá um total de 142 aviões do modelo A380.

Primeira companhia aérea a receber um A380, a Singapore Airlines é a segunda maior operadora do modelo, com 19 unidades voando e mais cinco para serem entregues. A empresa realizou o primeiro voo comercial do modelo em 25 de outubro de 2007 entre Cingapura e Sydney, na Austrália.

No total, apenas 13 companhias aéreas de todo o mundo contam com o modelo em suas frotas. A grande maioria é de empresas da Ásia. Entre as europeias, somente Lufthansa, British Airways e Air France voam com o modelo. Nenhuma companhia aérea americana voa com o A380. Veja a lista completa:

  • Emirates: 92
  • Singapore: 19
  • Lufthansa: 14
  • British Airways: 12
  • Qantas: 12
  • Air France: 10
  • Korean Air: 10
  • Etihad: 8
  • Qatar: 7
  • Asiana: 6
  • Malaysia: 6
  • Thai: 6
  • China Southern: 5

Veja como é voar no A380 da companhia aérea Emirates

Vendas em baixa

A Airbus recebeu até o momento 317 pedidos para o A380. Isso significa que a fabricante ainda tem mais 110 aviões para produzir. No entanto, os números são bem abaixo das expectativas iniciais do projeto.

Em meados do ano passado, a Airbus anunciou uma readequação do cronograma de entrega dos aviões. A meta atual da fabricante é produzir 12 unidades do A380 por ano – em 2015 foram 27 aviões produzidos. Na semana passada, a Air France anunciou o cancelamento de dois pedidos do A380 para substitui-lo pelo modelo A350.

O baixo interesse das companhias aéreas já provocou diversas especulações de que a Airbus poderia até mesmo abandonar a produção do modelo. A empresa nega qualquer movimento nesse sentido. A queda no ritmo de produção seria uma forma de garantir, ou pelo menos dar uma sobrevida, na continuidade do A380.

Voos para o Brasil

Depois de uma década em operação, o gigante vai começar a realizar voos diários para o Brasil exatamente pela companhia aérea com a maior frota do A380. Os voos entre Dubai e São Paulo da Emirates começam no dia 26 de março. O avião deve chegar no aeroporto de Guarulhos às 16h30 e decolar à 1h25. O modelo tem capacidade para 491 passageiros.

Para receber o maior avião do mundo, o aeroporto de Guarulhos teve de alargar as pistas de pouso e taxiamento em 15 metros, passando de 45 metros para 60 metros de largura. Os deslocamentos internos são o principal desafio da operação do avião, mas diretor de operações do aeroporto de Guarulhos, comandante Miguel Dau, garante que o aeroporto está preparado para receber diariamente o maior avião de passageiros do mundo.

Atualmente, o A380 voa para 55 cidades diferentes em todo o mundo. São Paulo será o primeiro destino do avião na América do Sul. Para incentivar os passageiros a procurarem voos com o A380, a Airbus lançou o site iFlyA380.

O sistema conta com um buscador de passagens nas quais pelo menos um dos voos será realizado a bordo do A380. Os voos de São Paulo a Dubai já constam no sistema.

Leia também:

Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo

Quer voar no gigante A380, que terá voos diários de SP? Veja rotas e preços

Pijama hidratante é novo mimo oferecido pela melhor aérea do mundo

Você tem ideia de quanto custa um avião de linhas comerciais normais?

Ministro diz que se passagem não cair, cobrança de bagagem pode ser revista


Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo
Comentários Comente

Todos a Bordo

Voos diários da Emirates com o Airbus A380 começam em 26 de março (Foto: Divulgação)

Voos diários da Emirates com o Airbus A380 começam em 26 de março (Foto: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

O início das operações do gigante Airbus A380, o maior avião de passageiros do mundo, deve mudar a rotina do aeroporto de Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, a partir do dia 26 de março.

A companhia aérea Emirates vai operar com o A380 na rota entre Dubai e São Paulo em substituição ao modelo Boeing 777. A troca do modelo do avião utilizado vai aumentar a capacidade do voo dos atuais 354 passageiros para 491 passageiros.

O aumento implica ampliar a estrutura para os procedimentos de imigração dos passageiros, entrega das bagagens e fiscalização da Receita Federal, já que mais passageiros estarão chegando ao mesmo tempo.

O impacto só não deve ser maior em virtude do horário dos voos. O A380 chega às 16h30 e decola à 1h25, períodos normalmente de menor movimento no aeroporto.

Área destina ao processo de imigração dos passageiros (Foto: Lucas Lima/UOL)

Área destina ao processo de imigração dos passageiros (Foto: Lucas Lima/UOL)

O diretor de operações do aeroporto de Guarulhos, comandante Miguel Dau, garante o aeroporto está preparado para receber diariamente o maior avião de passageiros do mundo. Segundo ele, os maiores desafios não estão relacionados à quantidade de passageiros, mas sim ao tamanho físico do avião.

“A maior dificuldade é em relação aos espaços de manobra e para as curvas, principalmente em virtude dos motores externos”, afirma. O A380 tem 72,7 metros de comprimento e 79,8 metros de envergadura (distância entre as pontas das asas).

Para que a operação do avião fosse viabilizada, as pistas de pouso e decolagem e de taxiamento tiveram de ser alargadas em 15 metros, passando de 45 metros para 60 metros de largura.

Com as pistas mais estreitas, havia o risco de que os motores mais próximos às pontas das asas passassem sobre a área gramada, com o perigo de que detritos pudessem ser sugados para dentro dos motores. Com a nova largura, os motores ficam dentro da área pavimentada.

Embarque e desembarque será feito pelo portão 605 (Foto: Lucas Lima/UOL)

Embarque e desembarque será feito pelo portão 605 (Foto: Lucas Lima/UOL)

Mudança na rotina de pouso

O aeroporto de Guarulhos conta com duas pistas. Nas operações normais, a menor delas, com 3.000 metros de comprimento, é utilizada para os pousos, enquanto a maior, com 3.700 metros, é destinada às decolagens. Essa separação agiliza o fluxo do tráfego aéreo.

Para receber o A380, apenas a pista maior foi alargada e está apta para receber o avião. Com isso, na hora do pouso, o avião vai utilizar a pista normalmente dedicada às decolagens. Como trata-se de apenas um voo, a mudança não deve gerar nenhum impacto ao fluxo do tráfego aéreo, segundo o comandante Miguel Dau.

Serão utilizados dois túneis para o embarque dos passageiros (Foto: Lucas Lima/UOL)

Serão utilizados dois túneis para o embarque dos passageiros (Foto: Lucas Lima/UOL)

Embarque e desembarque

O A380 também terá um portão de embarque fixo e até mesmo uma esteira da bagagem dedicada ao voo. Após o pouso, o avião será direcionado para o portão 605, localizado em uma das extremidades do terminal 3 do aeroporto.

Dois fingers (túneis de passagem dos passageiros) deverão ser utilizados para o embarque e desembarque. O acesso, no entanto, deverá ser feito somente pelo piso inferior do avião. Um finger deve ser aclopado na porta dianteira, próxima ao nariz do avião, e segunda na porta do meio, perto da asa.

A expectativa é que o processo de desembarque demore entre 35 e 40 minutos (tempo para que o último dos 491 passageiros deixe o avião). Com o Boeing 777 utilizado atualmente, o tempo médio do desembarque é de 25 a 30 minutos.

Depois de realizarem os procedimentos de imigração, os passageiros deverão retirar as bagagens na última esteira, localizada no final da sala. Ela é a maior do aeroporto, com capacidade para mil malas por hora. Como cada passageiro ainda tem direito a despachar até duas malas, caso o voo esteja lotado e todos levem duas bagagens, seriam 982 malas por voo.

No entanto, com as novas regras da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) que acabam com a franquia obrigatória para passagens vendidas a partir de 14 de março, esse número deve cair ao longo do ano.

Maior esteira de Guarulhos tem capacidade para mil malas por hora (Foto: Lucas Lima/UOL)

Maior esteira de Guarulhos tem capacidade para mil malas por hora (Foto: Lucas Lima/UOL)

Preparação do avião

O A380 deverá ficar no aeroporto de Guarulhos durante quase nove horas. Durante esse tempo, será preparado para um novo voo, com reabastecimento de combustível, limpeza da área de passageiros, retirada de esgoto, reposição de comidas e bebidas e eventuais manutenções necessárias.

Segundo a Emirates, cerca de 70 a 80 pessoas deverão trabalhar diariamente para deixar tudo em ordem para um novo voo. Somente para o carregamento das bagagens, por exemplo, serão utilizados oito tratores. Um A380 tem capacidade para até 320 mil litros de combustível.

Durante todo o trabalho em terra, o avião não deve ficar estacionado no portão de embarque. Após o desembarque dos passageiros, bagagens e demais cargas, o avião é deslocado para uma área reservada para esse serviço. O local, no entanto, fica próximo ao terminal 3 e deve virar uma atração para os passageiros que forem embarcar em outros voo.

Centro de controle do aeroporto de Guarulhos (Foto: Lucas Lima/UOL)

Centro de controle do aeroporto de Guarulhos (Foto: Lucas Lima/UOL)

Ganhos econômicos para o aeroporto

A presença do gigante A380 em Guarulhos promete trazer muitos benefícios financeiros para a concessionária que administra atualmente o aeroporto. O ponto mais óbvio está no aumento da capacidade do voo, que gera ganhos nas taxas de embarque dos passageiros, gastos nas lojas e aumento na tarifa de pouso. Enquanto, o Boeing 777-300 tem uma taxa de pouso de cerca de R$ 8.000, o A380 tem de pagar R$ 13 mil a cada aterrissagem.

Para o gerente de negócios aéreos do aeroporto, João Pedro Pita, o mais importante, no entanto, é a visibilidade que a operação do A380 gera para Guarulhos. “A importância é muito mais ampla e envolve todo o negócio”, diz.

Pita cita como exemplos o aumento do número de passageiros de conexão em viagens para a Ásia. Apenas 25% dos passageiros têm como destino final a cidade de Dubai. Japão e China são alguns dos principais destinos, com destaque para as cidades de Shangai (7%), Tóquio (7%), Osaka (6%) e Hong Kong (6%).

A administradora de Guarulhos tinha a expectativa de que o A380 começasse as operações no Brasil já no ano passado. No entanto, a crise econômica fez com que a Emirates revisse seus planos. A partir de agora, a expectativa é para que outras companhias coloquem o gigante em operação nas rotas para São Paulo.

Leia também:

Quer voar no gigante A380, que terá voos diários de SP? Veja rotas e preços

Avião gigante com 1ª classe de US$ 17.000 faz voo único para São Paulo

Maior avião de passageiros do mundo pousa no Rio para buscar atletas

Veja como é voar no A380 da companhia aérea Emirates


Maior avião de passageiros do mundo pousa no Rio para buscar atletas
Comentários Comente

Todos a Bordo

A380 que pousou na noite de segunda no Galeão (Luis Alberto Neves/Divulgação)

A380 que pousou na noite de segunda no Galeão – Foto: Luis Alberto Neves/Divulgação

POR RICARDO GALLO

O Airbus A380, maior avião de passageiros do mundo, pousou às 20h05 de segunda-feira (22) no Galeão, no primeiro voo comercial com destino ao aeroporto internacional do Rio de Janeiro. O avião da Air France tem capacidade para até 544 passageiros, em dois andares.

Ao chegar, foi saudado com jatos d’água, tradicional recepção quando um avião estreia em voos comerciais em um aeroporto. Clique abaixo para ver como foi o pouso, em vídeo divulgado pelo Galeão em sua página no Facebook:

A aeronave trouxe passageiros de Paris e voltou, à 0h58 desta terça (23), levando atletas que representaram a França na Olimpíada Rio-2016, integrantes do comitê olímpico francês e turistas que vieram assistir aos jogos.

Serão, por enquanto, os dois únicos voos com o A380, programados por causa da Rio-2016. Nos demais dias, a rota Paris-Galeão-Paris será feita com Boeings 777, assim como o percurso entre a capital francesa e o aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo.

Não há previsão, por ora, de a Air France, tal qual outras companhias aéreas internacionais, adotar o A380 nas rotas para o Brasil. O avião é concentrado nos voos para a Ásia.

Gigante já esteve em São Paulo

Os aeroportos do Galeão e de Guarulhos são dois dos 230 terminais no mundo que podem receber o gigante. O A380 esteve em Guarulhos em novembro do ano passado, em um voo comemorativo da Emirates.

A380 da Emirates esteve em São Paulo em 2015; veja como foi

A380 da Emirates esteve em São Paulo em 2015; veja como foi

Veja Álbum de fotos

Leia também: 



< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>