IPCA
0.13 Mai.2019
Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Avianca cancela 2.000 voos, mantém só quatro rotas e volta ao nível de 2003

Alexandre Saconi

2029-04-20T19:17:38

29/04/2019 17h38

Avião A318 da Avianca, que teve de ser devolvido após falta de pagamento da empresa  (Foto: Flickr/Joao Carlos Medau)

A Avianca Brasil atualizou a lista de voos que serão cancelados nos próximos dias em seu site. Ao todo, são mais de 2.000 voos cancelados até a próxima segunda-feira, dia 8 de maio, última data apresentada pela empresa em sua lista mais atualizada.

A empresa passará a operar com apenas seis aviões, em um total de 38 voos diários. A Avianca manterá apenas quatro rotas:

  • Brasília – Congonhas (SP)
  • Brasília – Santos Dumont (RJ)
  • Congonhas (SP) – Salvador
  • Congonhas (SP) – Santos Dumont (RJ)

A lista atualizada com os voos que foram cancelados pode ser vista no site da empresa (clique aqui para ver). O site também tem uma ferramenta para consultar a situação de um voo específico.

Leia também:

De volta ao patamar de 2003

Com isso, a Avianca Brasil volta a operar no mesmo patamar de quando começou suas operações no país, em 2003, quando tinha 36 voos diários. Naquela época, a Avianca Brasil ainda usava o nome Oceanair.

A empresa chegou a ser a quarta maior do país, com 12,9% de participação no mercado doméstico e 2,6% no mercado internacional em 2017. Naquele mesmo ano, transportou cerca de 11 milhões de passageiros, atuando em 28 aeroportos no Brasil e nove aeroportos em outros países, segundo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

A empresa disse que não irá comentar os novos cancelamentos, apenas que está atuando para cumprir as regulamentações do setor aéreo para reacomodar os passageiros em voos de outras companhias, reembolsar as passagens pagas ou oferecer outros meios para efetivar a viagem até o destino dos viajantes.

A empresa passa por uma forte crise desde 2018, resultando no pedido de recuperação judicial feito em dezembro passado. Diversos voos vêm sendo cancelados após a devolução de várias aeronaves pela empresa.

Seu voo foi cancelado. O que fazer?

Quem teve o voo cancelado pode escolher entre:

  • receber o dinheiro de volta
  • ou ser reacomodado em voo de outra companhia aérea

É preciso entrar em contato diretamente com a Avianca, por meio de um dos canais oficiais de atendimento para informar a opção preferida, segundo a Anac. Os canais são:

  • Site da empresa
  • Telefone 0800-286-6543
  • Guichês da empresa nos aeroportos
  • Quais seus direitos se decidir ser acomodado em voo de outra empresa?

Em nota, o Procon-SP afirma que é o passageiro, e não a Avianca, que deve escolher entre reembolso ou reacomodação em voo de outra companhia.

Caso opte por voar por outra empresa, é a Avianca que deve cuidar do procedimento. A reacomodação deve ser gratuita, para o mesmo destino e nos primeiros voos disponíveis. Os passageiros com necessidade de atendimento especial têm prioridade.

Ainda que tenha escolhido ser acomodado em outro voo, se essa alteração causar algum dano material ou moral ao consumidor, ele pode procurar a justiça, segundo o Procon-SP.

Prefere o reembolso. Como fazer?

Caso seu voo esteja na lista e você tenha comprado sua passagem pelo site, aplicativo, call center ou lojas da Avianca Brasil, você pode solicitar seu reembolso pelo site www.avianca.com.br/reembolso. No formulário, é preciso selecionar como motivo "Cancelamento de voo gerado pela Avianca".

Se o voo foi cancelado e a passagem foi comprada por meio de uma agência ou site de viagem, é preciso entrar em contato diretamente com a agência ou site.

Para passagens pagas com Pontos Amigo, é preciso entrar em contato com a Central de Atendimento pelo telefone 0800-722-6446.

Nos sites Passageiro Digital, da Anac, e no da própria Avianca o passageiro pode obter mais informações sobre os procedimentos.

O que fazer se a empresa não resolver sua situação?

Se não conseguir resolver eventuais problemas diretamente com a Avianca, a Anac afirma que o passageiro pode registrar sua reclamação por meio da plataforma Consumidor.gov.br.

As companhias têm a obrigação de receber, analisar e responder as reclamações em até 10 dias.

Vídeos mostram a luta de pilotos em pousos e arremetidas com vento forte

UOL Notícias

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.