IPCA
-0.04 Set.2019
Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Boeing preparava mudança em jato desde 1º acidente com 737 Max, em outubro

Alexandre Saconi

13/03/2019 12h53

Modelo da Boeing já conta com cerca de 5.000 pedidos realizados, e 350 aeronaves entregues (Divulgação)

Anunciada pela Boeing após o acidente com o avião da Ethiopian Airlines, no domingo, a atualização do software das aeronaves 737 Max já vinha sendo estudada pela empresa desde a queda de outro avião do mesmo modelo, da Lion Air, em outubro de 2018, na Indonésia.

A companhia afirmou que já estava desenvolvendo a mudança "para fazer do 737 Max uma aeronave ainda mais segura do que já é", mas ainda não havia entregado o novo software. A promessa é que o sistema seja atualizado nas próximas semanas.

Segundo a Boeing, o FAA (Federal Aviation Administration), órgão dos Estados Unidos similar à brasileira Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), deve adotar a atualização em abril como uma Diretriz de Aeronavegabilidade, requisito para a aeronave poder voar.

LEIA TAMBÉM:

Após suspender Boeing 737 Max 8, Gol cancela 3 voos aos EUA nesta terça
Boeing suspende apresentação do modelo 777X após acidente da Ethiopian
Boeing enfrenta perguntas sobre seu novo jato 737 Max depois da queda na Etiópia

Segundo a agência de notícias Reuters, a companhia já havia prometido, em novembro de 2018, uma atualização do software. O esperado, disse a agência, era que o procedimento fosse concluído em seis a oito semanas, tendo esse prazo se encerrado em janeiro. A Boeing disse desconhecer o prazo e afirmou que a confirmação da atualização do software foi anunciada em caráter definitivo apenas na segunda-feira (11).

Sistema de manobras

O principal alvo da atualização era o MCAS (Maneuvering Characteristics Augmentation System, ou, Sistema de Aumento das Características de Manobra). De maneira simplificada, o MCAS atua para evitar que o avião entre em situação de estol, ou seja, perca velocidade e sustentação e comece a cair. Para isso, o sistema baixa o nariz da aeronave lentamente para um ângulo seguro.

O MCAS é ativado automaticamente quando o piloto automático está desligado, quando a aeronave está com o nariz muito elevado, quando está sendo realizada uma curva muito inclinada etc.

A Boeing disse que a atualização vai resolver o problema de eventuais leituras erradas do sistema. Além disso,  haverá mudanças no display dos pilotos e nos manuais de operação e treinamento da tripulação.

A influência do MCAS na queda das aeronaves ainda não é certa, e é necessário aguardar os relatórios finais das investigações dos dois acidentes para determinar o que causou a queda.

Atualização em aeronaves

Segundo especialistas ouvidos pelo UOL, as atualizações dos sistemas de uma aeronave costumam ser feitas, na maioria das vezes, de três maneiras: por meio de um pen drive, com um notebook ou usando disquetes de 3,5 polegadas.

Estes mecanismos podem parecer antigos frente às tecnologias mais recentes, como o wi-fi e o bluetooth, mas isso é só mais uma garantia de segurança das aeronaves.

Todos os sistemas e equipamentos dos aviões são testados e homologados para conseguirem operar nas mais diversas condições, como climas extremos, por exemplo.

Em poucos minutos, a aeronave pode partir do solo em uma região quente, com temperaturas que podem ultrapassar os 40º C, e chegar a uma altitude onde a temperatura é de dezenas de graus negativos. Assim, antes de se adequar uma tecnologia mais recente aos aviões, é preciso que ela seja testada várias vezes antes de ser homologada, o que gera custos que são repassados posteriormente aos clientes.

Outro fator ligado às atualizações é a época em que o projeto do avião foi feito. Muitas aeronaves em circulação hoje em dia foram projetadas há mais de uma década, pelo menos, e a tecnologia disponível à época não é a mesma que a atual. Assim, para baratear custos e evitar possíveis problemas, o fabricante pode optar por manter o mesmo modo de atualização dos sistemas durante toda a vida útil de uma aeronave, mesmo que isso signifique usar um disquete antigo.

Como é o teste de um avião novo, que inclui até queda de barriga

UOL Notícias

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.

Mais Todos a Bordo