Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Gol começa a cobrar até R$ 20 para marcar lugar em voo com antecedência

Todos a Bordo

22/02/2018 11h17

A companhia aérea Gol começou a cobrar de R$ 10 a R$ 20 para quem quiser escolher o lugar no avião com antecedência de mais de sete dias do voo. A cobrança vale para viagens nacionais e internacionais, nas tarifas "Light" e "Promo", para bilhetes comprados a partir desta quinta-feira (22). Somente quando faltar uma semana para o voo é que a escolha do lugar passa a ser gratuita.

Para passageiros que viajam acompanhados, o risco seria não conseguir sentar perto um do outro. No Reino Unido, a autoridade de Aviação Civil investiga se as companhias aéreas estão separando de forma proposital os passageiros que viajam acompanhados para forçá-los a pagar a taxa extra de marcação de assentos, e só assim terem a garantia de viajarem lado a lado.

Bilhetes comprados até quarta-feira (21) davam o direito à marcação gratuita de lugar no avião, independentemente da data do voo e do tipo de tarifa.

Leia também:

Que tamanho sua mala de mão deve em cada aérea?
Não é só a cobrança de bagagem: novas regras para voos
Vídeo mostra aproximação perigosa de drone com avião

Quatro tarifas: Max, Plus, Light e Promo

As mudanças fazem parte do novo perfil de tarifas lançado pela companhia aérea nesta quinta-feira. A partir de agora, a Gol passa de três para quatro tarifas diferentes para os voos: "Max", "Plus", "Light" e "Promo". Além do preço, cada tarifa dá direitos diferentes aos passageiros.

Por exemplo, na mais cara, a "Max", é possível levar até duas malas de até 23 kg, marcar o lugar com antecedência no assento mais espaçoso (Gol+ Conforto), alterar o voo sem taxa e com direito a reembolso de até 95%.

Antecipar horário do voo: só nas tarifas mais caras

Outra restrição criada para a Gol está na antecipação do horário do voo no mesmo dia da viagem. O passageiro que chegasse antes no aeroporto podia tentar embarcar em um voo mais cedo, desde que houvesse lugares disponíveis.

Agora, isso só é permitido gratuitamente nas tarifas mais caras. Na tarifa "Light", o passageiro terá de pagar uma taxa de R$ 50. Na "Promo", a mudança não é mais permitida.

Tarifas Light e Promo sem bagagem despachada

Os bilhetes das tarifas "Light" e "Promo" também não dão direito ao despacho de bagagem. Para transportar uma mala de até 23 kg, o passageiro tem de pagar R$ 30 caso faça a compra antecipadamente. Se o pagamento for feito somente no check-in do aeroporto, o valor sobe para R$ 60.

"Atualmente, cerca de 65% dos bilhetes já são vendidos nesta tarifa, e a aderência é grande principalmente entre o público corporativo e o jovem, que tradicionalmente viaja com menos bagagem", afirma a Gol, em comunicado.

Leia também:

Aéreas são suspeitas de separar famílias para cobrar mais
Aérea poupa R$ 10 mi com menos vinho a bordo e revista leve
TVs individuais dos aviões podem estar com os dias contados

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.