Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Como os pilotos sabem se o avião está baixo ou alto na hora de pousar?

Todos a Bordo

21/02/2018 04h00

Destaque em amarelo (esq.) mostra o sistema Papi ao lado da pista de pouso do aeroporto (iStock)

Por Vinícius Casagrande

Quando se aproximam do pouso, os pilotos de avião precisam calcular com exatidão o ângulo de descida para tocar a pista no ponto exato. Os aviões têm de se aproximar do aeroporto como se estivessem voando sobre uma rampa de descida.

Para orientar os pilotos, muitos aeroportos mais movimentados contam com um sistema de auxílio luminoso chamado Papi (Precision Approach Path Indicator, ou Indicador de Percurso de Aproximação de Precisão).

Posicionado normalmente no lado esquerdo da cabeceira da pista, o Papi conta com quatro luzes vermelhas e quatro brancas. Elas são instaladas de forma que apenas uma das cores possa ser vista de acordo com o ângulo de visão dos pilotos.

Leia também:

O que significam as placas, faixas e luzes nas pistas dos aeroportos?

Por que os aviões mudam o sentido de pouso e decolagem nas pistas?

No começo da aviação, cocô e xixi eram jogados no ar; e agora como é?

Se o avião estiver muito alto na aproximação final para pouso, o piloto verá quatro luzes brancas. Se estiver muito baixo, a visão será de quatro luzes vermelhas. Quando estiver no ângulo ideal de aproximação, o piloto verá duas luzes brancas e duas vermelhas.

Indicação do Papi para os pilotos:

•••• 4 vermelhas: o avião está muito abaixo da rampa ideal de aproximação

••• 1 branca e 3 vermelhas: o avião está um pouco abaixo da rampa ideal de aproximação

•••• 2 brancas e 2 vermelhas: o avião está na altura correta, seguindo rampa ideal de aproximação

••• 3 brancas e 1 vermelha: o avião está um pouco acima da rampa ideal de aproximação

•••• 4 brancas: o avião está muito acima da rampa ideal de aproximação

Ângulo gera a mudança de cor

As luzes do sistema de orientação Papi são instaladas em quatro caixas ao lado da cabeceira da pista. Cada caixa conta com uma luz branca e outra vermelha, que ficam acesas o tempo inteiro. A diferença está no ângulo de instalação de cada uma delas. É por isso que, dependendo da altura do avião em um determinado ponto, o piloto consegue ver apenas uma das luzes.

Caso o avião continue com a mesma velocidade de descida, e consequentemente mantenha o mesmo ângulo em relação à pista de pouso, a cor das luzes permanecerá a mesma. No entanto, se a velocidade vertical de descida aumentar ou diminuir, o piloto verá algumas das luzes com cores diferentes.

Segundo a FAA, a agência norte-americana de aviação civil, as luzes do sistema Papi podem ser vistas pelos pilotos a uma distância de 5,5 quilômetros durante o dia e de 37 quilômetros durante a noite.

Outros sistemas de auxílio

O sistema Papi é utilizado por pilotos que fazem a aproximação visual para o pouso. Quando o voo é orientado por instrumentos, o piloto conta com outros recursos para determinar o ângulo de descida para o aeroporto.

O ILS (Instrument Landing System, ou Sistema de Pouso por Instrumentos) utiliza sinais de rádio para determinar a posição precisa que o avião deve estar na aproximação final para pouso. Os instrumentos do avião recebem a orientação em relação ao eixo central da pista e a altura e ângulo de descida do avião.

Dependendo dos instrumentos instalados no avião e no aeroporto, os pilotos conseguem pousar mesmo com visibilidade de poucos metros. No Brasil, o mais avançado é o ILS categoria III A. O piloto assume o comando do avião somente quando o avião está a apenas 15 metros de altura da pista.

Leia também:

Jato da Embraer é o único a pousar na ilha de Napoleão com vento de 90 km/h

Tempo de voo pode ter diferença de 2h na ida e na volta. Sabe por quê?

Aeroporto de Guarulhos tem sala de crise inspirada na Casa Branca

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.