PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Todos a Bordo

Os novos aviões e helicópteros que voaram pela primeira vez em 2016

Todos a Bordo

24/12/2016 06h00

Foto: Divulgação

Embraer E190-E2 durante seu primeiro voo de testes (Foto: Divulgação)

O ano de 2016 foi marcado pela estreia no céu de mais de uma dezena de aeronaves. São grandes aviões comerciais, jatos executivos, caças militares, pequenos aviões de treinamento e helicópteros produzidos em diversas regiões do planeta.

O primeiro voo de um avião ou helicóptero é o marco mais importante do desenvolvimento de qualquer aeronave. Depois de anos de projeto, o voo inaugural dá início à fase de testes mais relevante, quando todos os comandos poderão ser testados na prática.

Depois de horas e horas de testes, cabe às autoridades aeronáuticas conceder todas as certificações necessárias que permitem que o avião ou o helicóptero possa ser entregue aos seus clientes.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Boeing 737 MAX

A nova versão do Boeing 737 voou pela primeira vez no dia 29 de janeiro entre Renton e Seattle, nos Estados Unidos, durante 2h47. O 737 MAX promete até 14% de economia de combustível em virtude dos novos motores e desenho da asa e winglets (aletas aerodinâmicas instaladas na ponta das asas que ajudam a economizar combustível).

Depois do primeiro protótipo levantar voo, outros três aviões também já foram produzidos para dar continuidade ao processo de teste. A primeira entrega a uma companhia aérea está prevista para meados de 2017.

No Brasil, a Gol tem encomenda de 60 aviões desse modelo. Além da economia, o avião vai permitir que a empresa opere novas rotas. Um dos projetos é voar de São Paulo a Miami sem a necessidade de escala de reabastecimento.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Airbus A321neo

O primeiro A321neo completou seu primeiro voo de testes em 9 de fevereiro. O voo inaugural decolou de Hamburgo, na Alemanha, e durou 5h29. O avião é o maior da família A320.

As principais novidades são o motor mais moderno e mudanças na asa. A Airbus acredita em uma economia de até 20% de combustível.

A empresa recebeu até o momento 1.376 pedidos para a nova versão do A321. O grupo Latam deverá receber 19 aviões para operar nos diversos países em que atua.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

AgustaWestland AW109 Trekker

A italiana Leonardo Finmeccanica (antiga AgustaWestland) iniciou os voos de teste do modelo AW109 Trekker no dia 2 de março. O helicóptero é o último da família AW109, em operação desde 1971.

A nova versão, no entanto, é bastante similar aos modelos mais antigos, com diferenças no painel de controle de voo e trem de pouso, principalmente.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Skyleader UL-39 Albi

Um dos aviões mais inusitados do ano voou na República Tcheca no dia 4 de abril. O Skyleader UL-39 Albi foi inicialmente desenvolvido como um projeto da Universidade de Praga, mas tem intenção de ser produzido para aviação executiva e militar.

De dimensões bem reduzidas, o avião tem capacidade para apenas duas pessoas, velocidade máxima de 300 km/h e alcance de 550 km, com peso máximo de decolagem de 320 kg. O avião tem um preço estimado em R$ 600 mil.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Mitsubishi X-2 Shinshin

O Japão entrou no mercado de aviões militares invisíveis aos radares. No dia 22 de abril, foi realizado o primeiro voo de teste do protótipo do caça Mitsubishi X-2 Shinshin. O avião decolou do aeroporto de Nagoya para um voo de apenas 25 minutos, até pousar na base da Força Aérea de Auto-Defesa do Japão, em Gifu, a cerca de 40 km..

O novo caça deve passar, ainda, por um longo período de testes e novos desenvolvimentos. A previsão do Ministério de Defesa do Japão é que o avião integre a Força Aérea japonesa somente em 2028.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Kamov KA-62

Desde que o helicóptero militar russo Kamov KA-60 foi lançado em 1998, havia a intenção de se desenvolver uma versão civil. No último dia 28 de abril, o projeto finalmente decolou com o primeiro voo de teste do modelo KA-62.

A versão civil teve um redesenho da fuselagem, cabine mais larga e novos motores. A expectativa da fabricante Russian Helicopters é que o helicóptero tenha velocidade máxima de 308 km/h e alcance de 770 km. A brasileira Atlas Táxi Aéreo deve receber os primeiros helicópteros do modelo, mas ainda sem data definida.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Diamond DART-450

A austríaca Diamond iniciou no dia 17 de maio os voos de teste com o primeiro avião de treinamento acrobático civil e militar do mundo feito inteiramente com fibra de carbono.

O avião tem capacidade para resistir a manobras que exercem uma força na estrutura e comandos do avião que chegam a sete vezes a força da gravidade. Em caso de alguma falha, o DART-450 conta com assentos ejetáveis. A Diamond ainda não divulgou uma previsão para o término dos testes em voo.

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.