PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Abelhas, ratos, cheiros, surtos: motivos bizarros para atrasos em voos

Todos a Bordo

07/11/2015 06h00

Enxames de abelhas atrapalharam um voo da American Airlines (Foto: Zachary Huang/EFE)

Enxames de abelhas atrapalharam um voo da American Airlines (Foto: Zachary Huang/EFE)

Um voo da American Airlines de Dallas, nos EUA, para Frankfurt, na Alemanha, atrasou mais de uma hora no mês passado por causa de uma invasão de abelhas. Na verdade, foram duas invasões seguidas a uma das asas do avião, que foram resolvidas por um especialista em abelhas sem que ninguém fosse picado.

O incidente fez lembrar outros casos de atrasos em voos, pousos não programados e retorno ao aeroporto de origem provocados por motivos inusitados. Muitos deles envolvendo indesejados passageiros do mundo animal, como mostra uma lista – não exaustiva – publicada pelo jornal inglês The Telegraph que reúne alguns dos exemplos abaixo.

Ratos, cobras e escorpiões

Em 2012, um voo da Egypt Air do Cairo para o Kuait teve de fazer um pouso não programado depois que uma cobra escapou da bagagem de um passageiro dono de uma loja de répteis.

No ano passado, ratos provocaram transtornos para companhias aéreas. Um voo da Qatar Airways atrasou seis horas na decolagem de Doha rumo a Madri, na Espanha, porque uma equipe teve de jogar um produto contra ratos no avião e esperar que o cheiro acabasse antes de liberar o embarque.

Também devido a presença de um rato, um voo da Swiss que ia de Zurique para Málaga, na Espanha, atrasou cinco horas. A aérea providenciou outro avião para realizar o voo, por temer que o roedor tivesse provocado algum dano à fiação da aeronave onde foi encontrado.

Em fevereiro deste ano, um voo da Alaska Airlines de Los Angeles para Portland atrasou depois que um escorpião picou a mão de uma passageira.

Cheiros estranhos

Em 2013, um avião da Lufthansa que ia de Estocolmo, na Suécia, para Frankfurt, na Alemanha, teve de aterrissar em Copenhague porque os passageiros reclamaram de um "cheiro forte" a bordo. Técnicos afirmaram que a origem do odor era o carpete instalado recentemente.

A australiana Qantas enfrentou problemas que forçaram o retorno de pelo menos quatro voos no ano passado. Dois deles foram interrompidos por conta de "um odor estranho", e também por problemas no sistema de entretenimento a bordo e em alguns banheiros e defeito no sistema de alerta e no ar condicionado.

Em março deste ano, um avião da British Airways que ia de Londres para Dubai teve de voltar para o aeroporto de origem porque o mau cheiro a bordo era insuportável. O piloto informou que retornaria a Heathrow por questões de saúde e segurança e os passageiros só puderam embarcar novamente no dia seguinte.

Atitudes inesperadas

Um dos motivos mais inusitados para o atraso na decolagem de um avião foi provocado pela filha do dono da companhia aérea Korean Air. Em dezembro do ano passado, Cho Hyun-ah obrigou o avião – que taxiava – a voltar para o portão de embarque no aeroporto JFK.

Ela exigiu que um tripulante fosse substituído depois de surtar porque suas macadâmias foram servidas no pacote e não em um prato. No início deste ano, ela foi considerada culpada por obstrução da segurança da aviação e pediu desculpas pelo episódio.

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.