Topo
Blog Todos a Bordo

Blog Todos a Bordo

Com restrições para voar, 737 Max lota pátios da fábrica da Boeing nos EUA

Alexandre Saconi

2025-04-20T19:04:00

25/04/2019 04h00

Foto aérea da fábrica da Boeing com aviões aguardando para serem entregues (Foto: Twitter/MikeGrahamLS)

Após os aviões 737 Max pararem de voar devido a dois acidentes recentes, a Boeing pode enfrentar um novo problema. Sem poderem voar até que sejam autorizadas pela FAA (Federal Aviation Administration), dos EUA, as aeronaves começam a se acumular nos pátios das fábricas da empresa.

A proibição ocorre desde 13 de março e provocou uma redução na produção do avião, indo de 52 unidades ao mês para 42, segundo a Boeing. Antes dos problemas com o modelo, a empresa cogitava aumentar a produção para 57 unidades ao mês.

A empresa norte-americana informou que a produção vem sendo armazenada nas instalações localizadas em Puget Sound, no estado de Washington (EUA), próximas à unidade de Renton, onde o 737 Max é montado.

Leia também:

O impacto dessa suspensão dos voos já é sentido pela empresa, que anunciou ter tido um lucro 13% inferior no primeiro trimestre de 2019 em comparação com o mesmo período de 2018.

Veja fotos

Software

A paralisação dos voos do 737 Max deve durar até que a Boeing complete a atualização do software que controla o avião e as autoridades aéreas do mundo, incluindo a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), autorizem seu retorno aos ares.

Nos últimos dias a empresa completou os testes com a nova versão do avião, tendo realizado mais de 120 voos, em um total de 203 horas no ar. A atualização alterou, principalmente, o MCAS, sistema de controle de voo que deveria evitar que o avião perca a sustentação e sofra uma queda descontrolada.

Veja abaixo as principais atualizações previstas:

  • Limitação no MCAS: O sistema que corrige a inclinação do avião deixa de ser tão influente no voo, e os pilotos passam a ter controle total sobre ele
  • Mais sensores: O sistema de controle de voo MCAS passa a usar dados de mais de um dos sensores instalados na avião
  • Treinamento: A empresa irá reforçar os treinamentos oferecidos e a importância do novo sistema, introduzido a partir da linha 737 Max, assim como destacar a maneira de desativar o MCAS
  • Alertas: Quando as informações apresentadas pelos sensores da avião foram diferentes entre si, um alarme irá soar na cabine para avisar os pilotos

Por que os voos com o 737 Max foram suspensos no mundo

UOL Notícias

Sobre o blog

Todos a Bordo é o blog de aviação do UOL. Aqui você encontra notícias sobre aviões, helicópteros, viagens, passagens, companhias aéreas e curiosidades sobre a fascinante experiência de voar.