Todos A Bordo

Arquivo : Paris

Aeroporto de Paris tem mordomia para adulto e criança da classe econômica
Comentários Comente

Todos a Bordo

Lounge pode ser utilizado, sem custos, por todos os passageiros (Foto: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

Cerca de 30% dos passageiros que chegam ao aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, estão apenas de passagem pela capital francesa. Para alguns, não há tempo nem mesmo para fazer compras nas diversas lojas do free shop. Já outros têm de esperar longas horas antes do próximo voo.

Entre um voo e outro, nada melhor do que tomar um banho, comer uma refeição e dormir um pouco. Essas mordomias são, normalmente, associadas aos passageiros que viajam na primeira classe ou na executiva. No aeroporto Charles de Gaulle, tudo isso pode ser aproveitado por qualquer passageiro.

Em seu principal centro de conexões, que acaba de completar 20 anos, a Air France tem investido para proporcionar uma nova experiência, especialmente aos passageiros com uma longa conexão internacional no principal aeroporto da capital francesa.

Air France tem mil voos por dia em Paris (Foto: Divulgação)

“Além de aeroporto, somos um hotel no qual ninguém dorme. Por isso, consideramos importante transformar a experiência de nossos usuários”, afirma Augustin de Romanet, CEO do grupo ADP, que administra o aeroporto Charles de Gaulle.

As principais melhorias do aeroporto estão presentes no terminal 2, no qual a Air France e as empresas da aliança Sky Team (KLM, Alitalia, Air Europa, Delta, entre outras) operam seus voos. As grandes mordomias ficam na ala 2E, de onde saem e chegam os voos internacionais de longa duração, como os do Brasil.

A área conta com um espaço kids para crianças que viajam desacompanhadas (já incluso na taxa extra cobrada de menores que viajam sozinhos), um enorme e sofisticado lounge com acesso gratuito para todos os passageiros e até mesmo um hotel de curta duração, pago à parte. Tudo isso fica dentro da área internacional do aeroporto, sem que os passageiros precisem passar por novos controles de segurança.

Lounge tem 4.500 m² à disposição dos passageiros (Foto: Divulgação)

Lounge com biblioteca, mesas e descanso

Uma das áreas mais novas do aeroporto Charles de Gaulle é o lounge Instant Paris. Com 4.500 m², o espaço é aberto gratuitamente a todos os passageiros em conexão. Durante visita da reportagem do Todos a Bordo na última semana, a área ainda estava bastante vazia, o que pode ser um sinal de que muitos passageiros ainda não sabem que podem utilizar o espaço.

O Instant Paris não lembra em nada as áreas comuns tradicionais dos aeroportos. O lounge, fruto de um investimento de 17 milhões de euros, foi decorado bem ao estilo parisiense e lembra um grande lobby de hotel chique.

O espaço conta com lanchonete, sala de refeições, biblioteca, mesa de trabalho, espaço para crianças e uma sala com camas para descanso dos passageiros. O local fica no hall L do terminal 2E.

YotelAir tem preço a partir de € 75 para período de quatro horas (Foto: Divulgação)

Hotel dentro do aeroporto

Quem tem uma longa conexão em Paris e quer ter um descanso mais profundo, dentro do Instant Paris há até mesmo um hotel, YotelAir. São 84 quartos que podem ser reservados por um período mínimo de quatro horas a partir de 75 euros, mais 10 euros por hora adicional. O hotel foi inaugurado em novembro do ano passado e conta atualmente com 75% de ocupação.

Os quartos são pequenas cabines de 8 m² a 10 m², com cama de casal, banheiro completo, televisão e serviço de quarto. É possível regular a cor da iluminação em diversos tons de azul, amarelo e vermelho. Na recepção, os funcionários controlam o horário dos hóspedes para que eles não percam o voo. Há também a opção de cabine familiar, com uma cama de casal e um beliche. O período de quatro horas, nesse caso, sai a partir de 95 euros.

Se a conexão não for tão longa assim, o passageiro pode apenas tomar um banho antes do próximo voo. O YotelAir tem à disposição banheiros com ducha, que podem ser reservados pelo período de até 45 minutos ao preço de 15 euros. A ducha pode ser utilizada somente por uma pessoa.

Crianças desacompanhadas tem espaço exclusivo (Foto: Vinícius Casagrande/UOL)

Espaço kids

As crianças que viajam desacompanhadas contam com um espaço exclusivo enquanto aguardam o próximo voo. O espaço é destinado aos menores entre 5 e 18 anos que tenham uma conexão de pelo menos duas horas no aeroporto Charles de Gaulle. São seis salas que recebem cerca de 25 mil crianças por ano.

O espaço kids é uma área monitorada por seguranças e câmeras de vídeo. O local é dividido em quartos de descanso, sala de TV e leitura, sala de jogos, além de uma área de refeição. As crianças têm à disposição diversos videogames (PlayStation e PS Vita), além de uma mesa de pebolim. Próximo à hora do voo, um monitor acompanha a criança até o portão de embarque.

No momento da compra da passagem, os pais precisam informar que a criança viaja desacompanhada. A Air France cobra uma taxa de até 100 euros por trecho em voos internacionais, independentemente se a criança irá utilizar ou não o espaço kids.

Sala vip destinada aos passageiros da primeira classe e business (Foto: Vinícius Casagrande/UOL)

Salas VIP

Os passageiros que viajam na primeira classe ou na executiva ainda podem aproveitar as diversas salas VIP espalhadas pelos terminais do aeroporto Charles de Gaulle. A sala mais moderna da Air France fica no hall M do terminal 2E.

Com comidas e bebidas grátis, o espaço é bastante amplo e dividido em diversas áreas. Há amplos sofás, mesas de escritório e espreguiçadeiras. Para relaxar antes do voo, o passageiro tem à disposição um spa da marca francesa Clarins, com tratamentos pagos à parte.

O jornalista viajou a Paris a convite da Air France

Leia também:

Air France quer lançar empresa de baixo custo e aumentar voos no Brasil

Pistas de Guarulhos são alargadas para voos diários do maior avião do mundo

Congonhas é o aeroporto com mais conexões de voos da A. Latina, diz ranking


E-book de Rubens Paiva muda a história
de acordo com o destino do voo
Comentários Comente

Todos a Bordo

Crédito: Divulgação

A cidade para onde viajam os protagonistas muda com a geolocalização do leitor. (Foto: Divulgação)

O programa de milhagens Smiles, da Gol, acaba de lançar um livro digital cuja história viaja com o leitor. Por meio de uma tecnologia de geolocalização, o TripBook Smiles, escrito por Marcelo Rubens Paiva, muda parte do enredo de acordo com o lugar em que o leitor está a cada momento, dentre seis cidades retratadas: Rio de Janeiro, Buenos Aires, Nova York, Lisboa, Roma e Paris.

A obra é o motivo de número 239 da campanha 365 Motivos para Sorrir, criada pela agência de publicidade FCB Brasil para celebrar os 20 anos do programa de milhagens. “O TripBook foi desenvolvido como parte da estratégia de divulgação de alcance internacional do Smiles”, explica Bruna Milet, Gerente Executiva de Marketing do programa, que hoje alcança 700 destinos, em 160 países.

A obra itinerante de Paiva é apresentada como a primeira do gênero no País e pode ser baixada gratuitamente por meio do aplicativo TripBook Smiles, disponível no momento apenas para dispositivos com o sistema operacional Android, do Google. De acordo com a agência, o livro também será acessível, em breve, a usuários do sistema iOS, da Apple.

Lua de mel

Na história, o leitor acompanha as aventuras de viagem de Maria Manoela e Theo, um casal de São Paulo na faixa dos 40 anos, que decide esquentar o relacionamento com um retorno à cidade em que passaram a lua de mel, duas décadas atrás.

A história e os protagonistas são os mesmos em qualquer localidade – o que muda é o cenário e as experiências turísticas vividas em lojas, parques, ruas, museus, restaurantes, pontos turísticos e hotéis, além, é claro, dos momentos de interação com cultura local.

O paulistano Marcelo Rubens Paiva, de 56 anos, é jornalista, escritor e dramaturgo. Sua obra mais conhecida é a autobiografia literária Feliz Ano Velho, de 1981, em que conta sobre o acidente que o deixou paraplégico. Em 2009, ganhou o Prêmio Shell pela peça E Aí, Comeu?, rebatizada posteriormente como Da Boca pra Fora.

Os tais “motivos para sorrir” do Smiles começaram a ser veiculados diariamente no dia 1º de setembro de 2014. Os demais motivos podem ser acompanhados pelo site oficial da campanha.

Leandro Quintanilha – leandroq@gmail.com

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>