Todos A Bordo

Gol confirma cobrança por mala despachada; compra antecipada terá desconto

Todos a Bordo

A Gol confirmou nesta sexta-feira (17) que irá criar classes de tarifas diferentes para quem viajar com ou sem bagagem despachada. “A Gol informa que terá uma classe tarifária mais barata para aqueles clientes que não forem despachar bagagens”, diz a empresa em comunicado.

Segundo a companhia, o passageiro poderá adquirir uma passagem que já inclua a bagagem ou comprar o direito de despachar a mala separadamente. O valor da bagagem ainda não foi definido, mas deverá ser calculado por unidade, seguindo as dimensões e peso estipulados.

O passageiro poderá pagar para despachar mais de uma mala, mas o valor irá aumentar de acordo com a quantidade de bagagem. “A primeira será mais barata que a segunda, que será mais barata do que a terceira. E assim por diante”, diz o comunicado da Gol.

A cobrança começa a valer para as passagens que forem compradas a partir do dia 14 de março. Quem adquirir um bilhete até 13 de março, independentemente da data da viagem, continua com o direito de levar uma mala de até 23 kg.

Valor mais alto na hora do check-in

O valor cobrado para despachar a bagagem também pode variar de acordo com o momento da compra do serviço. Será definido um preço para quem fizer o pagamento antes da data do voo e outro, mais caro, para quem adquiri o serviço no momento do check-in.

“Esse serviço poderá ser adquirido em todos os canais de atendimento da GOL (app, site, totem, central de atendimento, balcão), sendo que iremos estimular o autoatendimento e contratação prévia com preços especiais”, afirma a empresa.

Os clientes Smiles, programa de fidelidade da Gol, também poderão ter benefícios de acordo com a categoria dentro do programa. “Clientes das categorias mais altas terão condições diferenciadas. Nos voos internacionais, os clientes Gol Premium também terão vantagens”, diz.

Novas regras da Anac

Segundo a empresa, a nova resolução da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) traz mais competitividade ao mercado nacional e segue o que já é praticado em outros países. “A Gol entende que a medida que permite a franquia de bagagens aproximará o país dos padrões adotados na aviação mundial. Nesse momento, a companhia está trabalhando para adequar os processos e sistemas e treinando suas equipes para garantir o melhor atendimento”, afirma.

A Anac também alterou as regras para a bagagem de mão. Atualmente, o limite máximo permitido por passageiro é de uma mala de 5 kg. Para compensar a cobrança da bagagem despachada, a agência aumentou o limite para 10 kg. As companhias aéreas, no entanto, poderão definir as dimensões máximas de cada mala.

As companhias aéreas Latam, Avianca e Azul ainda não divulgaram como pretendem se adequar às novas regras da Anac para a cobrança de bagagem despachada.

Leia também:

Ministro diz que se passagem não cair, cobrança de bagagem pode ser revista

Governo lança campanha na web promovendo novas regras para bagagens em voos

Aérea com overbooking vai pagar multa de até R$ 2.253 na hora a passageiro

Novas regras para voos só valem para quem comprar passagem depois de 14/3

O QUE REALMENTE ACONTECE COM AS MALAS APÓS O CHECK-IN