Todos A Bordo

Empresa muda rota, e voo entre Índia e EUA vira o mais longo do mundo

Todos a Bordo

Boeing 777 da Air Índia percorre 15,3 mil km entre Nova Déli e São Francisco (Imagem: Divulgação)

Boeing 777 da Air India percorre 15,3 mil km entre Nova Déli e São Francisco (Imagem: Divulgação)

Por Vinícius Casagrande

A Air India conquistou o título de voo mais longo do mundo ao mudar o trajeto de seu voo entre Nova Déli, na Índia, e São Francisco, nos EUA.

A companhia fazia a rota sobrevoando o Oceano Atlântico, mas desde a semana passada o voo começou a fazer o trajeto pelo lado oposto, passando pelo Oceano Pacífico.

A mudança fez a distância percorrida pelo voo aumentar em 1.400 km, chegando a um total de 15,3 mil km.

Apesar do aumento na distância, o voo ficou cerca de duas horas mais rápido. A partir de agora, o tempo total da viagem passa a ser de 14,5 horas.

Segundo a empresa, isso foi possível por conta dos ventos em altitudes elevadas. Quando sobrevoava o Atlântico, o avião enfrentava ventos de frente que diminuíam a velocidade em relação ao solo, em média, em 25 km/h.

Na rota pelo Pacífico, os ventos são mais fortes e seguem na mesma direção do voo. Com isso, o avião é empurrado pelos ventos e a velocidade em relação ao solo aumenta, em média, em 140 km/h.

Por conta da variação da velocidade do vento, a expectativa é que o tempo total do voo na nova rota diminua entre uma e três horas em cada viagem.

A Air India utiliza na rota o Boeing 777-200ER. Estima-se que, a cada hora de voo, o avião consuma cerca de 9.600 litros de combustível. O voo mais rápido vai permitir uma economia significativa à empresa.

Também para aproveitar os ventos de cauda, o voo de retorno, entre São Francisco e Nova Déli, continua sendo feito pela rota original, sobre o Atlântico.

Disputa pelo voo mais longo

Com a mudança de caminho, em termos de distância, a Air India tirou o título da Emirates. Até então, o voo mais longo do mundo era o da rota entre Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, e Auckland, na Nova Zelândia. O voo percorre 14,3 mil km em 16,5 horas.

O título da Air India, no entanto, não deve durar muito tempo. A Singapore Airlines já anunciou que, a partir de 2018, pretende realizar a rota entre Cingapura e Nova York. O percurso total de 16,5 mil km deverá ser percorrido em 19 horas com o Airbus A350.

Hoje, a rota mais longa em termos de tempo de voo pertence à Emirates no trecho entre Dubai e a Cidade do Panamá. São 17,5 horas e 13,8 mil km.

Leia mais:

Manual para enfrentar voos de looonga distância

Aérea cria voo internacional ‘mais curto do mundo’ operado por jato Embraer

Até dor de ouvido e sinusite devem ser informadas antes de viajar de avião