Todos A Bordo

Fetiche de homens por aeromoças pode ter explicação que vai além da beleza

Todos a Bordo

Aerogirl

Créditos: Laszlo-photo / Creative Commons

O que o ator Robert De Niro, o magnata Rupert Murdoch, dono da Fox, e o ator e diretor Clint Eastwood têm em comum? Além da fama e do dinheiro, eles fazem parte da lista de famosos que já se apaixonaram por aeromoças. E, no caso deles, casaram e tiveram filhos.

Na semana passada, foi a vez do jovem ator e cantor da banda inglesa One Direction Harry Styles, assumir seu romance com a americana Megan Smith, aeromoça que conheceu em um dos voos privados da banda.

Mas o interesse não parte apenas dos famosos. Ter um affair com uma comissária de bordo é algo que passa ou já passou pela cabeça de muitos homens. Para tentar entender os motivos que os levam a tamanho interesse, o jornal britânico Daily Mail conversou com a psicóloga Judi James. Aproveitamos para entrevistar o professor e ex-comissário de bordo, Carlos Prado, também sobre o assunto. Acredite ou não, as causas podem ir muito além da beleza:

– A aeromoça representa confiança e apoio em um ambiente onde estamos vulneráveis

Crédito: Getty Images

Para Judi, o passageiro pode estar ansioso ou com medo de voar e vê na aeromoça um instrumento de apoio e confiança. “Você só tem que sentar na poltrona e deixar ela cuidar de você”. Para a psicóloga, esse sentimento de ser impotente em um voo, aliado ao fato de achar que as aeromoças estão no controle de sua vida naquele momento, cria um sentimento de amor e dependência quase paternal. “É a mesma razão que leva um paciente a apaixonar-se pelo terapeuta ou pelo médico, por exemplo”.

– As primeiras aeromoças chamaram a atenção por quebrar alguns tabus da época

Créditos: Museum of Flight

As primeiras aeromoças, na década de 1930, eram solteiras e enfermeiras. “Em vez de estar em casa esperando o marido, como era o padrão, elas estavam não só participando de uma novidade arriscada na época, mas estavam lá para cuidar das pessoas, ou seja, eram ousadas e fortes. Isso chamava a atenção das pessoas”, diz Prado.

Para o professor, a profissão despertava o interesse não só dos homens. “Durante algumas décadas, ser aeromoça era o sonho de muitas garotas, atrás apenas de ser cantora ou modelo”.

– No caso dos famosos, eles encontram alguém que “assume o controle”

Crédito: Getty Images

Crédito: Getty Images

De acordo com Judi, o interesse por alguém que ''está tomando conta da sua vida'' pode ser, em alguns casos, mais forte entre pessoas influentes, como celebridades ou homens de negócio. ''Essas pessoas costumam estar no controle de tudo em sua vida normal e nessa situação eles não podem fazer nada”.

Na visão de Prado, a beleza é um fator fundamental. “Os famosos estão acostumados a circular em um meio onde existe muita gente bonita e as aeromoças seguem o mesmo padrão de beleza”.

– A própria configuração do assento traz a sensação de voltar a ser criança

Crédito: Reprodução/Daily Mail

Crédito: Reprodução/Daily Mail

Acredite se quiser, mas para a psicóloga, até a maneira como os assentos são dispostos agravam o sentimento de impotência. ''Ao deitar o banco para relaxar, o assento fica parecendo um berço e você dorme como um bebê pequeno''. ''É por isso que os anúncios de muitas áereas concentram-se em um passageiro que está deitado e com um cobertor. É como se ele fosse criança novamente''.

– E, finalmente, a beleza e a maneira como se vestem 

Crédito: Getty Images

“Não dá para negar que uma mulher bonita e bem arrumada chame a atenção. Junte a isso o fato de ela ser gentil com você em um ambiente que foge de sua zona de conforto. É muito fácil esquecer que o que ela está fazendo e a maneira como ela está se portando fazem apenas parte de seu trabalho”, diz Prado.

Durante muitos anos, principalmente nas primeiras décadas da aviação, a própria beleza das aeromoças era explorada em anúncios das companhias aéreas. “Isso contribuiu para que elas ganhassem destaque na aviação”.

airlines_twa_paperuniformad

Leia também: 

Aeromoças já usaram microssaias, shorts, barriga de fora e até capacete

Aeromoças não podiam casar ou ter filhos e deviam deixar as pernas de fora

Estilistas como Dior e Balenciaga criaram uniformes de aeromoças; veja

Exposição reúne uniformes de comissárias de diferentes épocas e países

Quer ser comissário de bordo? Conheça o processo de formação

Aérea cria aplicativo para aeromoças saberem mais sobre os passageiros